Brasil!

Samba, cachaça, João Ubaldo Ribeiro e Vinícius…Rita Lee, Penna Firme, Aleh Ferreira, goiabada e queijo minas! Tudo isso e muito mais sobre arte, cultura e patrimônio desse pais continente!

1-Playlists youtube Zarpante:

Playlists variadas  que estão em nosso canal youtube e que iremos atualizando aos poucos  para compartilhar com vocês nossas navegações por mares brasileiros!

A primeria playlist chama-se Brasil  e tem de tudo um pouco sobre esse belo país! :

Veja abaixo a segunda playlist sobre MPB:

–  150 filmes brasileiros para ver online grátis!

– Brasil entre os 10 maiores mercados de vídeo online do planeta

– Show dos Rolling Stones em Copacabana

– Bordeis de Salvador

– Jornalismo brasileiro.

-Rita Lee x Homens fardados!

Rita Lee

A cantora Rita Lee foi detida pela polícia de Aracaju, no dia 28 de janeiro de 2012. A artista foi levada para a delegacia após se apresentar no Festival de Verão de Sergipe.

Depois de anunciar aposentadoria dos palcos, Lee se apresentava no último show de sua carreira, quando interrompeu a performance e afirmou que policiais revistavam fãs que assistiam a apresentação. Quando percebeu a presença dos soldados, a cantora avisou que não os queria no meio do público. “Vocês são legais, vão lá fumar um baseadinho”, disse Rita Lee.

 Os policiais formaram então uma barreira humana em frente ao palco. Foi quando a cantora afirmou ter visto fãs sendo agredidos durante a revista. “Eu sou do tempo da ditadura, você pensa que eu tenho medo?” disparou Rita enquanto repreendia a atitude dos soldados da PM.

Esse show é meu! As pessoas estão esperando para me ver cantar, e não a gracinha de vocês”, continuou a cantora. Após desafiar os policiais com várias declarações, a cantora foi levada até a delegacia.Lee narrou os acontecimentos por Twitter. “Estou indo para a delegacia… a polícia de Aracaju não gosta de mim mas Sergipe gosta”, descreveu.

Ditadura ou não a Rita Lee não faz por menos! Isso sim que é pura atitude rock and roll! Gostaríamos de saber o que vocês acham disso tudo! Por favor deixem comentários!

Confiram abaixo o vídeo deste que  pode ter sido o ultimo show de Rita Lee!

3-Itamaraty lança novo programa para comunidades brasileiras no exterior:

“O Departamento Cultural do Itamaraty, em parceria com o Departamento Consular e de Brasileiros no Exterior, acaba de lançar um novo programa cultural e educacional voltado especificamente para as comunidades brasileiras emigradas, com o objetivo de fortalecer os vínculos com o Brasil dos filhos de brasileiros no exterior, em especial, crianças.Em 2011, no intuito de consolidar os laços das novas gerações de brasileiros no exterior com o português do Brasil e com a cultura brasileira, o Itamaraty já havia dado início a um programa de cursos de capacitação de professores de português como língua de herança, realizados inicialmente em São Francisco e Washington, em estreita colaboração com representantes das comunidades brasileiras nessas duas cidades. Foram idealizados como forma de dar sustentação e embasamento a iniciativas, surgidas na própria comunidade, em bases voluntárias, por grupos de mães brasileiras, de ensino de português para crianças. Os próximos cursos deverão ser realizados em Miami, Boston, Zurique e Tóquio.Em 2012, as ações do recém-lançado programa cultural e educacional ampliarão e diversificarão o apoio tradicionalmente prestado pelo Itamaraty às comunidades emigradas. Entre as ações previstas, incluem-se cursos, seminários e oficinas para capacitação de professores de português como língua de herança, apresentações de contadores de histórias, apresentações de teatro e de música em português (para adultos e crianças), oficinas de redação, leitura e produção literária em português, oficinas de música, teatro e marionetes em língua portuguesa, oficinas de desenho, gravura e histórias em quadrinhos; atividades recreativas e circenses, exibição de filmes brasileiros para crianças, e concursos de redação. Nesta primeira fase, participam do novo programa os consulados e embaixadas do Brasil em Assunção, Atlanta, Barcelona, Beirute, Berlim, Boston, Bruxelas, Caiena, Chicago, Frankfurt, Genebra, Hamamatsu, Hartford, Houston, Lisboa, Londres, Los Angeles, Madri, Miami, Munique, Nagóia, Nova York, Paramaribo, Paris, Roterdã, São Francisco, Sydney, Tel Aviv, Tóquio, Toronto, Washington e Zurique. Para a elaboração dessas ações, foram consultados representantes dos conselhos de cidadãos atuantes em cada cidade. ” Fonte: http://vascopresscom.blogspot.fr/

4- Quando Galvão se zanga!

Este vídeo não é diretamente relacionado com arte ou cultura mas um personagem como Galvão sempre chama nossa atenção! Quem não lembra do famoso episódio do personagem no twitter? Um dos assuntos mais falados do mundo na rede social, simplesmente porque aguem disse que Galvão era uma ave brasileira muito rara, etc …

Quem sabe o nome dele neste blog traga alguns curiosos a mais…;)

Aqui ele se zanga com um colega de trabalho e nos deixa a questão: quem está com a razão?

5- Portugal exportou US$ 250 milhões para o Brasil no primeiro trimestre

Portugal fechou o primeiro trimestre deste ano com US$ 250,7 milhões em exportações para o mercado brasileiro, de acordo com os mais recentes números do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior do Brasil (MDIC). O valor representa um crescimento de 26,7% face ao período homólogo do ano passado.
 Leia mais no  Portugal Digital

6- Em 2012 o Brasil ainda é um país analfabeto….

“Segundo Indicador do Alfabetismo Funcional (INAF) 2011-2012, pesquisa produzida pelo Instituto Paulo Montenegro e a organização não governamental Ação Educativa, 38% dos brasileiros com formação superior não têm capacidade de ler e escrever decentemente. Apenas 35% das pessoas com Ensino Médio completo podem ser consideradas plenamente alfabetizadas.

O INAF 2011/2012 avaliou 2 mil pessoas, de 15 a 64 anos, em todas as regiões do país, por meio de entrevistas e um teste cognitivo, a capacidade de leitura e compreensão de textos e outras tarefas básicas que dependem do domínio da leitura e escrita. A partir dos resultados, a população é dividida em quatro grupos:

  • Analfabetos: Não conseguem realizar nem mesmo tarefas simples que envolvem a leitura de palavras e frases ainda que uma parcela destes consiga ler números familiares.
  • Alfabetizados em nível rudimentar: Localizam uma informação explícita em textos curtos, leem e escrevem números usuais e realizam operações simples, como manusear dinheiro para o pagamento de pequenas quantias.
  • Alfabetizados em nível básico: Leem e compreendem textos de média extensão, localizam informações mesmo com pequenas inferências, leem números na casa dos milhões, resolvem problemas envolvendo uma sequência simples de operações e têm noção de proporcionalidade.
  • Alfabetizados em nível pleno: Leem textos mais longos, analisam e relacionam suas partes, comparam e avaliam informações, distinguem fato de opinião, realizam inferências e sínteses. Resolvem problemas que exigem maior planejamento e controle, envolvendo percentuais, proporções e cálculo de área, além de interpretar tabelas, mapas e gráficos.

Os resultados mostram que apenas 26% da população podem ser consideradas plenamente alfabetizadas – mesma porcentagem de 2001, quando foi calculado pela primeira vez. 47% dos brasileiros têm alfabetização básica – e 27% são analfabetos funcionais.

“Os resultados mostram que o Brasil avançou principalmente nos níveis iniciais do alfabetismo, mas não conseguiu progressos visíveis no alcance do pleno domínio de habilidades que são hoje condição imprescindível para a inserção plena na sociedade letrada”, aponta o relatório do Inaf 2011-2012.

O estudo indica que há relação entre o nível de alfabetização e a renda das famílias: à medida que a renda cresce, melhora a qualidade do letramento (como se chama a habilidade de escrever, ler e entender estas atividades). Detalhe sórdido: ente os que têm renda familiar acima de cinco salários mínimos, apenas 52% são considerados plenamente alfabetizados.

Entre as famílias que recebem até um salário por mês, apenas 8% atingem o nível pleno de alfabetização. Segundo o INAF, a chegada dos mais pobres ao sistema de ensino não foi acompanhada dos devidos investimentos para garantir as condições adequadas de aprendizagem.

Em miúdos: apesar da escolaridade média do brasileiro ter melhorado nos últimos anos, a inclusão no sistema de ensino não representou melhora significativa nos níveis gerais de alfabetização da população. “A busca de uma nova qualidade para a educação escolar, em especial nos sistemas públicos de ensino, andar junto com o aumento no atendimento. Só assim a escola garantirá efetivamente uma aprendizagem eficiente”, resume o relatório.”

Fonte: Blogstraquis/Agência Brasil

7-Os ritmos brasileiros registrados como patrimônio cultural

“Variedade e riqueza dos sons brasileiros ajudam a ampliar a noção de patrimônio.

Uma família ou um grupo de amigos reunidos pela marcação do ritmo dado pelo toque dos tambores, onde todos respondem aos versos cantados por um jongueiro e se revezam, no centro da roda, para dançar. Essa é a espontaneidade característica do jongo, cujo registro como patrimônio cultural do Brasil foi aprovado, em novembro de 2005, pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), ligado ao Ministério da Cultura. O registro é um novo instrumento jurídico criado, em 2000, como alternativa ao tombamento, no âmbito de uma nova orientação dentro do Iphan: a de retomar a proposta inaugural de Mário de Andrade de reconhecer como patrimônio não só os bens edificados (monumentos, prédios, casarões ou igrejas) mas também os chamados bens imateriais, ou seja, as celebrações, práticas e saberes das culturas populares.

Nesse contexto, a música — em particular, o samba — vem recebendo atenção especial. O samba-de-roda da região do Recôncavo Baiano foi reconhecido como patrimônio da humanidade pela Unesco, também em novembro último. Outras modalidades tradicionais de samba estão sendo inventariadas pelo Iphan, como o samba carioca, o samba rural paulista, o côco, do estado do Espírito Santo, e o tambor de criola, do Maranhão.

O Jongo dos Escravos – O jongo nasce entre os escravos que trabalhavam nas lavouras de café e cana-de-açúcar, principalmente no vale do Rio Paraíba. A linguagem cifrada e as metáforas características dos pontos cantados no jongo permitiam aos escravos jongueiros comunicarem-se de um modo que os capatazes e senhores não conseguiam compreender.

Considerado como uma das bases do chamado samba-de-partido-alto, o jongo é praticado, hoje, nas periferias urbanas e em algumas comunidades rurais e, principalmente, durante as festas dos santos católicos, de divindades afro-brasileiras e no dia 13 de maio, data da abolição da escravidão.

A recuperação de toda essa história do jongo — e de sua continuidade nos dias atuais — integra a pesquisa realizada pelo Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular, instituição ligada ao Iphan, responsável pelo inventário necessário para instruir o processo de registro. Foram visitadas dezenas de comunidades jongueiras nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo e Espírito Santo. Essas comunidades tiveram uma participação importante durante todo o processo de patrimonialização do jongo.

Samba-de-roda – A participação dos grupos locais também foi decisiva no caso do samba-de-roda do Recôncavo Baiano, que é muito heterogêneo. “Realizamos uma série de reuniões com os grupos de samba locais para saber se eles estavam dispostos a se engajar conosco nesse processo de transformação do samba-de-roda do Recôncavo num objeto de política patrimonial”, descreve Carlos Sandroni, professor do Núcleo de Etnomusicologia da Universidade Federal de Pernambuco.

Os primeiros registros realizados pelo Iphan, em 2002, foram a fabricação artesanal de panelas de barro, em Goiabeiras, no Espírito Santo — um ofício eminentemente feminino, repassado de mãe para filha há várias gerações — e as expressões gráficas e orais da população indígena wajãpi, do Amapá. Nesses dois casos, já havia interlocutores previamente definidos: a Associação das Paneleiras de Goiabeiras, com 102 associadas, e o Núcleo de História Indígena da Universidade de São Paulo que, juntamente com o Museu do Índio, da Funai, foram os parceiros dos wajãpi na solicitação do registro junto ao Iphan.

Em relação ao samba-de-roda do Recôncavo, não havia representantes que pudessem falar em nome dos grupos locais. Após várias reuniões ao longo do processo de pesquisa para o inventário, essa representação foi sendo construída, resultando na criação da Associação dos Sambadores do Recôncavo Baiano, organização que terá um papel significativo na aplicação do plano de salvaguarda, a etapa posterior ao registro prevista no Plano Nacional de Patrimônio Imaterial. Por Assis Ribeiro, do Ciência e Cultura.” Fonte original da notícia

8-Projeto faz cartografia de comunidades tradicionais brasileiras

Foto: Instituto Nova Cartografia Social

O que aconteceria se a população brasileira tivesse o poder de realizar o mapeamento de dados demográficos, econômicos e sociais de suas próprias comunidades, bairros, cidades e estados? É difícil imaginar que algo assim pudesse dar certo, entretanto, é exatamente isso que diversas comunidades tradicionais brasileiras têm feito.

O antropólogo Alfredo Wagner de Almeida, da Universidade do Estado do Amazonas, apresentou aos participantes da 64ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), realizada em São Luís-MA, o Projeto Nova Cartografia Social da Amazônia (PNCSA), que oferece aos membros de comunidades tradicionais brasileiras o direito de mapear seus territórios e de se transformar nos protagonistas de sua própria identidade.

O projeto organiza uma cartografia social do Brasil baseada no conhecimento das comunidades tradicionais, o que resulta em mapas que refletem o entendimento dessas pessoas sobre o próprio território e a relação de sua cultura com esse espaço.

Durante palestra, o pesquisador mostrou alguns dos materiais produzidos pelo projeto, que já gerou cerca de 150 fascículos com mapas sobre diferentes comunidades, além de 15 filmes, 30 livros e 13 exposições. O trabalho é fruto da parceria com comunidades tradicionais – quilombolas, pescadores, ribeirinhos, quebradeiras de coco babaçu, cipozeiros, entre outras – espalhadas pela maioria dos estados brasileiros.

Para Almeida, a cartografia social é um recurso que deve auxiliar e dar mais precisão ao discurso da etnografia e da antropologia, contribuindo para a compreensão do patrimônio cultural desses povos e permitindo o autoconhecimento de cada um. “É uma valorização inédita do conhecimento e da cultura desses grupos e uma prova de que é possível formar bons pesquisadores fora dos grandes centros”.

Poder de decisão – De acordo com o antropólogo, as comunidades mapeadas participam e decidem sobre todo o material que será criado. Os pesquisadores do PNCSA ensinam  noções básicas de legislação ambiental e da utilização de GPS e ArcGIS (programa de computador utilizado para produção de mapas). É esse grupo de parceiros que decide o que será mapeado, de acordo com aquilo que sua própria cultura e tradição considera relevante.”

Foto: Instituto Nova Cartografia Social

Apresentação dos croquis de Barreira Branca por José Roberto, da Associação de Artesãos do Rio Jauaperi. Os mapas são aprovados pelas comunidades, que também decidem sobre os detalhes e cores que devem compôs-lo de acordo com sua visão do território.

O mapeamento parte sempre de um convite da comunidade para entender melhor questões locais, nunca é imposto, por isso, todo o processo é realizado pelos membros, assim como a produção de fotos e vídeos. Após o processo de concepção, os mapas elaborados são aprovados pelas comunidades, que também escolhem as colorações e os ícones personalizados que melhor representem sua visão do território.

Enfrentamento à pobreza – O antropólogo destacou que o projeto traz benefícios para as comunidades tanto em aspectos identitários quanto em novas possibilidades para enfrentar a pobreza. “A elaboração desses mapas é uma valorização inédita do conhecimento e da cultura desses grupos e uma prova de que é possível formar bons pesquisadores fora dos grandes centros”, avaliou. “Isso poderá contribuir para modificar a própria comunidade científica nacional e representa uma aplicação do saber tradicional como ferramenta para superar a pobreza.”

O pesquisador deixou claro que o projeto não pretende ser uma resposta final a essas questões e muito menos um modelo a ser aplicado indefinidamente no Brasil. “Na verdade, nossa iniciativa é um exercício que tem levantado mais indagações do que respostas, mas que tem papel relevante ao promover a problematização da questão territorial e cultural desses grupos”, avaliou.

A diversidade na prática – Almeida ressaltou ainda que é preciso entender o critério que liga as pessoas, como são estabelecidos os laços das próprias comunidades. Segundo ele, a questão da territorialidade é aguda em todo o país e envolve mais do que o espaço físico, mas os modos de viver e entender território inerentes a diversas culturas.

“Recentemente, por exemplo, as comunidades de ribeirinhos do rio Japeri, na região amazônica, perderam sua classificação como pescadores artesanais por também se dedicarem à caça e ao extrativismo. Só os pescadores comerciais mantiveram sua autorização para pesca”, pontuou. “Trata-se de uma clara confusão entre identidade e atividade econômica, que descredenciou aqueles que detinham o conhecimento local e afetou a biodiversidade da região.”

A questão torna-se ainda mais complexa pela dificuldade de se estabelecer uma definição para a identidade desses grupos tradicionais. Os povos faxinais, por exemplo, que ocupam o sul do Brasil, são uma mistura de ucranianos, poloneses, italianos, índios e quilombolas que não compartilham a mesma língua e não têm as mesmas crenças, mas enxergam a si mesmos como um povo único.

“A formação das identidades dos grupos tradicionais e seus aspectos territoriais são questões complexas e sujeitas a mudanças”, reafirmou Alfredo Wagner de Almeida . “Por isso, um mapeamento como esse é rico e pode ajudar, inclusive, no estabelecimento de políticas públicas em estados como o Maranhão, por exemplo, que tem o pior Índice de Desenvolvimento Humano do país”, concluiu.”

Fonte: Instituto Ciência Hoje

9- O acarajé!

“Acarajé é reconhecido como Patrimônio Cultural Imaterial da Bahia

Além de terem o ofício reconhecido como Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil, as baianas de acarajé receberão o título estadual. Nesta sexta-feira (26/10), o governador Wagner assina o decreto reconhecendo o Ofício das Baianas de Acarajé como Patrimônio Cultural Imaterial da Bahia. O ato acontece às 11h, na Governadoria, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador.

Com o decreto, o ofício será registrado no Livro Especial de Saberes e Modos de Fazer do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (IPAC), vinculado à Secretaria de Cultura do Estado. A solicitação foi requerida pela Associação das Baianas de Acarajé e Mingau (ABAM), que mesmo já tendo o reconhecimento federal, via Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), considerou de relevância o registro estadual, por se tratar de uma prática eminentemente baiana.

O reconhecimento propicia que o Saber e o Modo de Fazer do Acarajé tenha a continuidade garantida por intermédio de políticas de salvaguarda – elaboração de leis que preservem a tradição, divulgação dos conhecimentos, proporcionar apoio oficial às entidades relacionadas às baianas e fomentar a melhoria das condições de produção, reprodução e circulação relacionadas ao bem cultural, dentre outras iniciativas.

O registro engloba os rituais envolvidos na produção, nos modos de fazer, na preparação do local de venda, na arrumação no tabuleiro do acarajé e dos demais quitutes disponíveis.”

Fonte

10- Tire o chapéu para o Brasil!

Você sabia que…?
 
1. O Brasil é o único país do mundo onde se pode abastecer simultaneamente um carro com álcool, gasolina e gás! Tudo isso com tecnologia nacional!
2. Brasil é o primeiro país do mundo a desenvolver o biodiesel à base de mamona! Novamente com tecnologia nacional. Esta será a redenção do nordeste, já que a mamona é uma praga por lá e a Petrobrás já está começando a desenvolver o sistema produtivo.
3. As fábricas mais modernas de produção de automóveis e caminhões estão instaladas  no Brasil!
4. No Brasil existem 14 fábricas de veículos instaladas e outras 04 se instalando enquanto alguns países vizinhos não possuem nenhuma!

5. As empresas produtoras de aço estão em sua capacidade máxima instalada!
6. Os Estados Unidos reconheceram a qualidade dos aviões brasileiros (Embraer) e vão adquirir aviões altamente especializados para treinamento de sua Força Aérea!
 
7. O Brasil é o segundo maior mercado de jatos e helicópteros executivos!
8. O Brasil é o único país do hemisfério sul que está participando do Projeto Genoma!
9. Numa pesquisa envolvendo 50 cidades de diversos países, a cidade do Rio de Janeiro foi considerada a mais solidária?
10. Nas eleições de 2000, o TRE estava informatizado em todas as regiões do Brasil, com resultados em menos de 24 horas depois do início das apurações! O modelo chamou atenção de uma das maiores potências mundiais – os Estados Unidos – onde a apuração dos votos teve que ser refeita várias vezes, atrasando o resultado e gerando dúvidas sob a credibilidade do processo.
11. Mesmo sendo um país em desenvolvimento, os internautas brasileiros representam uma fatia de 40% do mercado da América Latina!

12. A Petrobrás é a única empresa do mundo a deter a tecnologia completa de produção de petróleo em águas profundas!
13. Das crianças e adolescentes entre 07 e 04 anos, 97,3% estão estudando!
14. O mercado de telefones celulares do Brasil é o segundo do mundo, com 650 mil novas habilitações a cada mês!
15. Na telefonia fixa, o país ocupa a quinta posição em número de linhas instaladas!
16. Das empresas brasileiras, 6.890 possuem certificado ISO 9000! Este é o maior número entre os países em desenvolvimento.
17. O Brasil é o país que tem tido maior sucesso no combate à AIDS e outras doenças sexualmente transmissíveis – e vem sendo exemplo mundial!
18. O mercado editorial de livros no Brasil é maior do que o da Itália! O país conta com mais de 50 mil novos títulos a cada ano.
19. O Brasil tem o sistema bancário mais moderno do mundo!
20. As agências de publicidade brasileiras ganham os melhores e maiores prêmios mundiais!
21. O Brasil é o país mais empreendedor do mundo! Mais de 70% dos brasileiros, pobres e ricos, dedicam considerável parte de seu tempo em trabalhos voluntários!
22. O Brasil é hoje a terceira maior democracia do mundo!
23. Apesar de todas as mazelas, o congresso brasileiro está punindo seus próprios membros, o que raramente ocorre em outros países ditos civilizados!
24. O brasileiro é um dos povos mais hospitaleiros do mundo, que para falar a língua dos turistas, gesticula e se esforça para ajudar.
25. O brasileiro é um povo que sabe fazer piada da própria desgraça e que enfrenta os desgostos sambando.

11- Sebrae lança biblioteca virtual de empreendedorismo:

“O Sebrae criou um aplicativo que disponibiliza as publicações da instituição para os usuários de tablets. A biblioteca virtual permite o acesso a documentos, vídeos, fotos e gráficos animados sobre pequenos negócios. O acesso é gratuito e pode ser feito pela Apple (AppStore) ou pelo Google Play, no caso dos aparelhos com sistema operacional Android.Batizada de Sebraeteca, a biblioteca virtual traz novas opções para quem se interessa pelo tema empreendedorismo. Além de texto, as publicações disponibilizadas por meio da Sebraeteca contam com vídeos, álbuns de fotos, diagramas, ilustrações interativas e outros elementos multimídia.

Quem baixar os dispositivos acessa, por enquanto, uma pesquisa da instituição sobre sustentabilidade nas micro e pequenas empresas e 20 ideias de negócios sustentáveis sugeridas pelo Sebrae, por ocasião da Rio+20. A partir das próximas semanas, novos conteúdos serão inseridos.

*Com informações da Agência Sebrae de Notícias, reproduzidas pelo site Criaticidades.”

Fonte: Empreendedores Criativos

12- Raul Seixas!

Gosta do Raulzito? Então escute as músicas dele gratuitamente! São mais de 300 músicas e basta clicar aqui para escutar!

13- “Samba”, de Di Cavalcanti, e outras valiosas obras brasileiras são consumidas por incêndio no Rio:

“Samba”, essa maravilhosa obra de Di Cavalcanti acima, foi uma das preciosidades consumidas pelo incêndio no apartamento do colecionador Jean Boghici, na segunda-feira (13). A lista com as obras do marchand que foram danificadas não foi divulgada mas sabe-se que além de Di, também havia no local obras essenciais de Tarsila do Amaral, Cícero Dias, Milton Dacosta, entre outros. Dono de uma galeria em Ipanema, Boghici tinha para muitos, a mais valiosa coleção particular de arte brasileira. Imaginem então o estrago que esse incêndio pode ter causado para a nossa cultura. Para muitos também, o galerista Jean, nascido na Romênia mas desde o final dos 40 no Brasil, ajudou a construir muitos nomes no meio e consolidou o circuito de arte no país. Uma fatalidade para ele e para a nossa arte.” Fonte

14- Garota de Ipanema completa 50 anos eternamente jovial e cheia de graça:

“Conhecida em todo o mundo, Garota de Ipanema chega aos 50 anos nesta quinta-feira, 2 de agosto de 2012, desafiando as leis implacáveis do tempo. Não, o tempo não pára, mas Garota de Ipanema – criada por Antonio Carlos Jobim (1927 – 1994) e Vinicius de Moraes (1913 – 1980) em 1962 – nunca envelhece por conta da forma eternamente jovial de sua melodia e de seus versos. Apresentada pela primeira vez em 2 de agosto de 1962, em show que juntou no palco de boate carioca Tom, Vinicius, João Gilberto, o baterista Milton Banana (1935 -1999) e o baixista Otávio Bailly, Garota de Ipanema é um samba. Mas um samba cheio de graça, cheio de bossa, com uma leveza que traduz o espírito de uma época e da cidade que a viu nascer. Ao exaltarem a beleza da moça do corpo dourado do sol de Ipanema, a caminho do mar em seu doce balanço, Tom e Vinicius criaram uma das coisas mais lindas da música brasileira, lançada em disco pelo cantor Pery Ribeiro (1937 – 2012). Um tema que identifica o Brasil no mapa-múndi da música desde que foi gravada em março de 1963 pelo saxofonista Stan Getz (1917 – 1991) com João Gilberto e Astrud Gilberto para o álbum Getz / Gilberto (1964). Foi a primeira de centenas de gravações feitas nos quatro cantos do mundo com a letra em inglês escrita pelo versionista Norman Gimbel. Por suas formas perfeitas, que fizeram o mundo se curvar à música do Brasil, Garota de Ipanema merece todas as honras em seu cinquentenário.”

15-  214 anos da Revolta dos Búzios: a luta pela igualdade brasileira

Por Drielly Jardim

“A segunda metade do século XVIII foi marcada por intensas transformações na história. No Brasil, não foi diferente, e em 1798, o mês de agosto ficou marcado como um dos mais importantes para o movimento negro brasileiro. Foi de 12 a 25 de agosto de daquele ano que negros, mulatos e mestiços comandaram uma das maiores manifestações populares em busca de democracia, igualdade e melhores condições de vida para todos os brasileiros: a Revolta dos Búzios, conhecida também como Conjuração Baiana, Revolta dos Alfaiates e Inconfidência Baiana.

Para celebrar os ideais de igualdade, liberdade e democracia reivindicados na Revolta, a Fundação Cultural Palmares (FCP), em parceria com o Ministério da Cultura, reeditará a cartilha “Revolta dos Búzios – Uma história de Igualdade no Brasil”, que foi produzida pelo Olodum com ilustrações do diretor executivo da Revista Raça Brasil e cartunista Maurício Pestana.

Segundo o presidente da FCP, Eloi Ferreira de Araujo, reeditar a obra vai permitir que mais pessoas conheçam a história dos homens que deram início ao processo de liberdade dos afro-brasileiros. “A sociedade vai tomar conhecimento desse acontecimento histórico que marcou a luta contra a escravidão no Brasil e os seus principais líderes João de Deus do Nascimento, Lucas Dantas de Amorim Torres, Manuel Faustino Santos Lira e Luís Gonzaga das Virgens e Veiga, que têm seus nomes escritos no livro dos Heróis Brasileiros, conforme a Lei nº 12.391 sancionada pela presidenta Dilma Rousseff”, afirma. “Ressalto também que esta é uma ação que busca a implementação da Lei nº 10.639/03 sobre a relevância da cultura africana no Brasil”, completa Eloi Ferreira.

Para João Jorge, presidente do Olodum, a reedição da cartilha é uma maneira de apresentar aos jovens estudantes a história do Brasil com outro olhar. “É possível conhecer nossa história de uma maneira muito mais agradável, além de permitir ao nosso país se reencontrar e reconhecer seus verdadeiros heróis”, ressalta.”

Leia mais aqui

16- Brasil é o país mais activo no Facebook

“A Socialbakers revelou que o Brasil é o país com o maior número de publicações no Facebook. A empresa monitorizou 836 páginas brasileiras naquela rede social e registou aproximadamente 86 mil publicações por mês.

Em média, isto traduz-se em 103 publicações por perfil de Facebook, o quinto valor mais elevado depois de Itália (107), Colômbia (109), Rússia (111) e Egipto (380).

É importante referir que, apesar de apresentar o número mais elevado de publicações por página, o Egipto tem quase seis vezes menos perfis registados do que o Brasil e cerca de oito vezes menos do que os Estados Unidos.

Segundo as estatísticas divulgadas no site da Socialbakers, uma empresa de análise da actividade de redes sociais, os Estados Unidos são “o país mais populoso do Facebook”, com o maior número de páginas de Facebook registadas, mas não o país mais activo.

Na declaração financeira apresentada em Maio à Comissão norte-americana de Valores Mobiliários, o Facebook já tinha anunciado que metade da sua receita tinha sido gerada fora dos Estados Unidos e do Canadá no primeiro trimestre de 2012.

Depois de o Facebook ter ultrapassado a barreira dos mil milhões de utilizadores em Setembro, a Socialbakers divulgou este mês novos dados que ilustram o alcance do site liderado por Mark Zuckerberg noutros mercados que não aquele para o qual foi inicialmente pensado.

Diferentes empresas divulgam diferentes indicadores e em Maio de 2012, a Nielsen, empresa de informação e medição norte-americana, revelou que a Nova Zelândia era o país que mais acedia ao Facebook através de tablets e de telemóveis. A empresa divulgou também que no Japão o alcance activo do Facebook era de apenas 24%.

A Socialbakers já tinha revelado em Maio que se o Facebook fosse um país, a sua capital seria Banguecoque. Com 8,7 milhões de utilizadores, a capital tailandesa é a cidade com mais utilizadores activos da rede social.”

Fonte: Público

17- Brasil é único produtor de camisinha sustentável

Terra natal do líder seringueiro Chico Mendes, Xapuri, no Acre, continua se destacando por meio da produção da borracha. Na pequena cidade de 16 mil habitantes, está a Natex, a única fábrica do mundo que produz camisinhas de maneira sustentável, com látex extraído da seringueira por moradores de comunidades extrativistas.

Divulgação

Material é comprado de 850 famílias

A fábrica compra em média 500 litros de látex, por ano, de 750 famílias de cinco municípios da região. O custo do material produzido de maneira mais amigável ao meio ambiente é mais caro do que o comum – diferença de R$ 7,80 para R$ 2,80 por litro.

Para manter a fábrica viável economicamente, há investimento dos governos federal e estadual. Os preservativos Natex correspondem a 20% de todos os distribuídos pelo ministério da Saúde, que compra todas as unidades produzidas pela fábrica para distribuir em campanhas. O próximo passo é duplicar a produção e começar a exportar as camisinhas.

Fonte: Catraca Livre

Leia também!

18- Brasil é o 5º maior mercado de economia criativa

“Segundo estimativas feitas pela Federação das Indústria do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) a economia criativa brasileira movimenta R$ 110 bilhões, 2,7% do Produto Interno Bruto (PIB). O valor coloca o país entre os cinco maiores mercados do segmento no mundo, atrás apenas de EUA, Reino Unido, França, Itália e Espanha.

O estudo indicou ainda que a indústria criativa era composta por 243 mil empresas e  810 mil profissionais em 2011 – 1,7% dos trabalhadores brasileiros. Considerando toda a cadeia de fornecedores, o número chega a 2 milhões de empresas.

Dentre os segmentos, os que mais empregavam eram arquitetura e engenharia (230,3 mil), publicidade (116,4 mil), design (103,2 mil), software, computação e telecomunicações (97,2 mil). Os números incluem profissionais dedicados apenas a atividades criativas, como, no caso de engenheiros e arquitetos, a elaboração de projetos e design, por exemplo.

*Com informações do jornal Folha de S. Paulo”

Fonte:Empreendedores Criativos

19- Filmes brasileiros completos!

Assista e prestigie o cinema nacional!

20- Brasil e o empreendedorismo:

“Pesquisa realizada pela União Europeia indicou que o Brasil é o segundo país com maior tendência para o empreendedorismo, perdendo apenas para a Turquia. O levantamento analisou os 27 membros da União Europeia e mais 13 países, entre eles China, EUA, Rússia, Índia e Japão.

Segundo o levantamento, 63% dos brasileiros preferem trabalhar em um negócio próprio contra 33% que preferem ser funcionários. A pesquisa também apontou que o país  está em primeiro lugar entre os que planejam concretizar o desejo (30%). Os índices mais baixos foram encontrados na Itália (6%) e no Japão (9%).

Na Europa, 37% dos entrevistados disseram preferir trabalhar em um negócio próprio. Em 2009, essa era a preferência de 45%.”

Clique aqui para ler a íntegra da matéria.

*Com informações do jornal Folha de S. Paulo

21- Algumas personalidades:

– ITAMAR ASSUMPÇÃO

– Luiz Gonzaga

– Arnaud Rodrigues

– Wilson Aragão

– CÁTIA DE FRANÇA

– PEREIRA DA VIOLA

22- Brasil é segundo produtor mundial de hashtags

23- Belo Horizonte/MG – A história dos quatro cantos da Praça Sete

24- Festa do Nosso Senhor do Bonfim é reconhecida como Patrimônio Imaterial do Brasil

25- Escritores indígenas se reúnem no Rio e mostram a diversidade cultural de seus povos

26- Brasil é o maior mercado de internet na América Latina

Um pensamento sobre “Brasil!

  1. Edmund disse:

    I take pleasure in, cause I discovered just what I was looking for.
    You’ve ended my four day long hunt! God Bless you man. Have a nice day. Bye

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: