Arquivo da tag: UNESCO

Um dia especial

Imagen que muestra la evolución de la música

A evolução da música (Photo credit: Wikipedia)

Hoje é o dia em que o mundo homenageia a música e todos aqueles que tem como profissão, tocar e cantar, para alegrar o povo!

O Dia Mundial da Música comemora-se anualmente 1 de Outubro.

A data foi instituída em 1975 pelo International Music Council, uma instituição fundada em 1949 pela UNESCO, que agrega vários organismos e individualidades do mundo da música.

Os objetivos são:

  • Promover a arte musical em todos os setores da sociedade;
  • Divulgar a diversidade musical;
  • Aplicação dos ideais da UNESCO como a paz e amizade entre as pessoas, evolução das culturas e troca de experiências.

Neste dia decorrem vários concertos, em todos os países para celebrar o Dia Mundial da Música. Nós não poderíamos deixar passar esta data em branco, e por isso mesmo, iremos compartilhar algumas músicas e alguns links musicais com vocês!

– Para começar, vamos compartilhar algumas músicas feitas em homenagem à música:

– Para continuar, conheçam os Podcasts Zarpante!

Clique aqui e acesse todos os nossos podcasts!

– Em seguida, que tal algumas playlists youtube preparadas por Zarpante?

a- Sambando

b- Música brasileira

c- MPB

d- Discos completos lusófonos

e- Trilhas sonoras

f- Shows brasileiros

d- DJ’s

– Terminamos com a saga Zarpante, “Música e Internet”:

  1. Música e internet (parte 1)
  2. Música e internet (parte 2)
  3. Música e internet (parte 3)
  4. Música e internet (parte 4)
  5. Música e internet (parte 5)

Etiquetado , , , , , , , , , , ,

Dia Internacional para Relembrar o Tráfico de Escravos e sua Abolição

23 de agosto foi o dia escolhido pela UNESCO para exortar a comunidade internacional a fazer uma reflexão colectiva sobre as causas históricas e as consequências da escravatura, apelando ao diálogo inter-cultural.

ROTAS escravistas

ROTAS escravistas

Mensagem de Irina Bokova, diretora-geral da UNESCO, por ocasião do Dia Internacional da Lembrança do Tráfico de Escravos e sua Abolição, 23 de agosto de 2012

“A história do tráfico de escravos e de sua abolição moldou o mundo em que vivemos. Somos herdeiros desse passado que transformou o mapa do mundo, suas leis, culturas e relações sociais, e até mesmo criou novos hábitos alimentares, especialmente por meio do comércio de cana-de-açúcar. Acima de tudo, essa história teve efeitos duradouros nas relações entre os

povos. A UNESCO dá máxima importância à celebração do Dia Internacional da Lembrança do Tráfico de Escravos e sua Abolição. A divulgação dessa história é central para a luta contra o racismo, para a observância dos direitos humanos e para a construção da paz.

A longa série de levantes de escravos em sua busca por liberdade é fonte de reflexão e ação para a proteção dos direitos humanos e o combate a formas modernas de servidão. Na noite de 22 para 23 de agosto de 1791, um levante iniciou-se em Santo Domingo (atualmente Haiti) que levaria à abolição do tráfico transatlântico de escravos. Por meio de sua luta e seu desejo por dignidade e liberdade, os escravos contribuíram para a universalidade dos direitos humanos. Deve-se ensinar às pessoas os nomes dos heróis da história da escravatura, pois são heróis da humanidade.

Os escravos transcenderam a opressão e presentearam o mundo com um patrimônio cultural infinitamente rico. A África, a Europa, as Américas, o Oriente Médio, o Oceano Índico e a Ásia agora compartilham danças, música, expressões artísticas vivas que são legado direto dessa história. Por meio de seus programas culturais e educacionais, a UNESCO busca salvaguardar e promover esse patrimônio como força de reaproximação e diálogo entre os povos.

Sob seu mandato, a UNESCO apoia a pesquisa científica, o treinamento de professores, a preservação de sítios e arquivos de memória e a promoção de interação cultural para que todos possam compreender o que está em jogo nessa história. O Projeto Rota do Escravo ilustra muito apropriadamente esse ponto e contribui com medidas para conter preconceitos degradantes herdados de um sistema de opressão que ainda macula a imagem de africanos e descendentes de africanos.

O Dia é marco, em 2012, das preparações para a Década das Pessoas de Ascendência Africana, a ser proclamada pelas Nações Unidas neste ano. A iniciativa deve ser um meio de juntar forças de maneira sustentável para alavancar compromissos políticos em favor de pessoas de ascendência africana.

Neste Dia, convoco os governos, as organizações da sociedade civil e os parceiros públicos e privados a redobrarem seus esforços para alcançar reconciliação e solidariedade para com os povos a quem essa história diz respeito, assim como seu desenvolvimento, e a compartilhar suas iniciativas na rede, em www.facebook.com/unesco e http://www.unesco.org/culture/slaveroute. Assim destaca-se a determinação da UNESCO em aperfeiçoar os conhecimentos sobre essa crucial página no grande livro de nossa história universal.” FONTE: Site oficial da UNESCO

Etiquetado , , , , , ,

A Unesco oferece

Unesco

Unesco (Photo credit: girolame)

Alguns estudos interessantes disponibilizados pela UNESCO!

– Coleção História Geral da África em português

– Debates e perspectivas para a institucionalização da lei 10.639/2003

“Os eventos contaram com a presença de expositores nacionais e internacionais, que potencializaram trocas de experiências e discutiram, de forma profunda, temas de história e cultura africana e afro-brasileira e da educação das relações étnicoraciais. Essas discussões possibilitaram um mapeamento de necessidades e perspectivas para a implementação das diretrizes curriculares nacionais para a educação sobre relações étnico-raciais, história e cultura africana e afro-brasileira no sistema da educação básica do país e, ainda, foram apresentadas possibilidades de uso da Coleção HGA como um subsídio para a sua efetivação.” Fonte: UNESCO

  1. Brasil-África: importância, reconhecimento e ressignificação; debates do Seminário de Lançamento da Edição em Português da Coleção da UNESCO História Geral da África em Cachoeira, Bahia, 2 de abril de 2011.
  2. Brasil-África: herança cultural e interculturalidade; debates do Seminário de Lançamento da Edição em Português da Coleção da UNESCO História Geral da África em Salvador, Bahia, 4 de abril de 2011.
  3. Brasil-África: história, historiografia e a produção de saberes na África e na Diáspora; debates do Seminário de Lançamento da Edição em Português da Coleção da UNESCO História Geral da África em São Paulo (SP), 6 de abril de 2011.
  4. Brasil-África: heranças históricas e perspectivas contemporâneas; debates do Seminário de Lançamento da Edição em Português da Coleção da UNESCO História Geral da África em Belo Horizonte, Minas Gerais, 13 de abril de 2011.

– Educação preventiva para DST/HIV/Aids e hepatites virais entre os povos indígenas do Vale do Javari

© UNESCO

“A “Série Educação preventiva para DST/HIV/Aids e hepatites virais entre os povos indígenas do Vale do Javari” constitui-se em material didático-pedagógico multilíngue e intercultural, que tem como finalidade subsidiar os professores Marubo, Matis e Mayoruna (Matsés) em ações de prevenção às doenças nas escolas indígenas e nos contextos comunitários em que estão situadas. O material disponibiliza aos professores conteúdos para trabalharem com as diferentes faixas etárias, gêneros e escolaridade dos alunos.”

  • Marubo – is tëai vana Maruvo
  • Mayoruna (Matsés) –  nënaid dedenda quequin chiaid nec DST/Aids e hepatites virais
  • Matis – tximu bekte sinanek onkekin darawakid

– Paz, como se faz? Semeando cultura de paz nas escolas:

Download gratuito: clique aqui

Mais educação, menos violência: caminhos inovadores do programa de abertura das escolas públicas nos fins de semana:

Download gratuito: clique aqui

– Programa Mundial de Educação em Direitos Humanos em português:

O Programa Mundial, de autoria da UNESCO e do Alto Comissariado da ONU para os Direitos Humanos (ACNUDH), visa apresentar a gestores públicos e militantes de direitos humanos subsídios e orientações para a construção de programas educacionais baseados no respeito aos direitos humanos.

“O PMEDH é composto por duas “fases” de um “Plano de Ação”, assim chamadas como forma de melhor encadear e articular esforços governamentais e não governamentais ao redor de uma cultura de promoção e defesa dos direitos humanos. A chamada “Primeira Fase” do Programa Mundial (2005-2009) reúne recomendações, referências e metas concretas voltadas ao ensino primário e secundário. A “Segunda Fase” do Programa Mundial (2010-2014), por sua vez, confere prioridade ao ensino superior e à formação em direitos humanos para professores, servidores públicos, forças de segurança, agentes policiais e militares.” Fonte: UNESCO

Acesse os documentos clicando aqui.

– “Turismo de Portugal e UNESCO lançam manual para gestão sustentável do Património Mundial”:

disponível para download neste link: http://we.tl/gUlrTOWs8P)

Veja também:

– Relatório da ONU sobre economia criativa

– Conhece o programa Oncotô?, da TV Brasil?

Etiquetado , , , , ,

Quer dançar?

Para quem dança profissionalmente, ou para quem quer descobrir o dançarino que tem dentro de si, ficam aqui algumas dicas que recolhemos Zarpando por aí…

Espectáculo "Cruel" da Cia de Dança ...

Existem pessoas que movimentam timidamente os pés ao ritmo da bateria, outras que chacoalham o pescoço ao som do baixo, há também quem prefira pular para todos os lados, mas uma coisa é certa: dançar faz bem ao corpo e a alma!

Vamos às dicas:

– Vem ai:

1- Ano Brasil-Portugal

MOSTRA DE DANÇA DO BRASIL 2013 – ANO DO BRASIL EM PORTUGAL 2013

TATYANA – COMPANHIA DEBORAH COLKER

Dia 19, 20 E 21 abril, Teatro São Luiz

SALA PRINCIPAL Duração: 89 minutos
SEXTA E SÁBADO ÀS 21H, DOMINGO ÀS 17H30

Sinopse

Deborah Colker foi buscar inspiração para seu novo espetáculo num grande clássico da literatura universal.

Tatyana é baseado em “Evguêni Oniéguin”, o romance em versos, publicado em 1832 por Aleksandr Púchkin (1799-1837), o pai da literatura russa.

Em dois actos, a Companhia de Dança Deborah Colker leva ao palco o próprio Púchkin, interagindo com as acções, desejos, pensamentos e transformações psicológicas dos quatro protagonistas de sua obra-prima. A música de compositores como Rachmaninov, Tchaikovsky, Stravinsky e Prokofiev embala essa jornada atemporal ao âmago de uma história de duelos, desencontros, paixões e decepções.

Saiba mais sobre a peça e compre suas entradas clicando aqui.

Confira toda a programação da Mostra de Dança Ano Brasil Portugal.

2- O Dia Mundial da Dança celebra-se todos os anos dia 29 de Abril.

A data foi criada em 1982 pelo Comité Internacional da Dança (CID) da UNESCO, que escolheu odia como o Dia Internacional da Dança.

A comemoração tem por base o dia de nascimento de Jean-Georges Noverre, que nasceu em 1727 e foi um dos grandes nomes da dança.

– Na rede:

Acervos online de pesquisa em dança
Uma análise da  dança europeia, norte-americana e brasileira a partir dos anos 60, em busca de critérios para auxiliar a pesquisa em dança e suas relações com o pensamento, a história e o corpo. Tudo isso e muito mais no site Temas de Dança.

– Em Campinas:

Clique aqui e contribua para que cada vez mais pessoas deficientes possam dançar livremente!

Projeto Deguste Tugudum
A partir do tema A diversidade corporal como investigação contemporânea – deficiência como potência, a Cia. Tugudum, de Campinas, retomou, no último sábado, 6 de abril, as atividades do projeto Deguste Tugudum. Estão programadas oficinas, espetáculos e exibições de filmes até o dia 26 de maio.
Clique aqui para mais informações!

– Inscrições abertas até 6 de maio!

Fundação Cultural da Bahia seleciona projetos de dança
A Fundação Cultural do Estado da Bahia – Funceb investirá R$ 194 mil em 21 trabalhos de dança, valor que será dividido entre dez propostas de espetáculos relacionadas a intervenções urbanas, à dança de rua e a processos de criação. Os selecionados irão compor a programação da Quarta que Dança 2013, entre os meses de julho e novembro, em Salvador e em cidades do interior da Bahia. Inscrições ficam abertas até o dia 6 de maio.
Clique aqui para mais informações!

– Inscrições abertas até 12 de maio!

Intercâmbio artístico em festival suíço
O Festival Internacional Belluard Bollwerk recebe, até o dia 12 de maio, inscrições para a residência artística watch & talk, em Friburgo, na Suíça. Os selecionados poderão aproveitar a programação do festival, que acontece entre 28 de junho e 6 de julho, e interagir criticamente com outros artistas.
Mais informações: http://ow.ly/jTKgy

Etiquetado , , , , , ,

Parceiros com sotaques!

E Deus criou Salvador da Bahia …

Cidades com Sotaques  Bahia 
 
Deus está em todo o lado nesse milagre cultural e religioso que é Salvador da Bahia. Uma cidade pintada com todas as cores, todas as raças, todas crenças – aqui convivem o candomblé e o catolicismo em perfeita harmonia – todos os Continentes que a ela aportaram, tornando-a num viveiro humano,  representação  desse sincretismo excepcional   que tornou  o Brasil num país único e irrepetível.
A cidade de Salvador da Bahia foi fundada a mando de D. João II, através da atribuição, em 1536, de uma capitania hereditária a Francisco Pereira Coutinho. Mas passaria mais de uma década, mais concretamente no dia 29 de Março de 1549, para que chegasse de Portugal uma comitiva naval, capitaneada por Tomé de Sousa e constituída por seis embarcações, três naus, duas Caravelas e um Bergantim, com a missão de fundar uma cidade-fortaleza chamada São Salvador.
São Salvador foi capital e sede da Administração colonial do Brasil até 1763. Mas foi também epicentro de movimentos intelectuais como a Revolta dos Alfaiates em 1793 ou de importantes revoltas de escravos como a Revolta dos Malês em 1835.
A área metropolitana da Bahia é mais rica do Nordeste do Brasil e a região é conhecida pela sua imensa riqueza patrimonial e histórica – o Centro Histórico da cidade de Salvador é património mundial da UNESCO, pela sua gastronomia e pelas múltiplas religiões que coexistem no seu interior. A Bahia é conhecida, igualmente, como o centro da cultura afro-brasileira, com a maioria da população a ser composta por negros e mestiços.
Basta ler dois clássicos da Literatura baiana e brasileira, Jorge Amado e João Ubaldo Ribeiro, para vislumbrar o maior património dos baianos. Uma cultura plural, rica em personalidades diversas, que se confunde com a alma mais profunda do próprio Brasil.
R. Marques
www.sotaques.pt – Cidades com Sotaques, Cidades com alma e coração
Etiquetado , , , , , , , , , , ,

Dia Internacional da Música!

Hoje é o Dia Internacional da Música! Por isso Zarpante manda um forte abraço e um enorme obrigado a todos os músicos que ajudam o nosso dia a dia a fluir mais melodicamente, e aproveitamos para saudar os melômanos de plantão!

O Dia Internacional da Música comemora-se anualmente a 1 de Outubro.

A data foi instituída em 1975 pelo International Music Council, uma instituição fundada em 1949 pela UNESCO, que agrega vários organismos e individualidades do mundo da música.

O objetivo da celebração do Dia Internacional da Música é:

  • Promover a arte musical em todos os setores da sociedade;
  • Aplicar os ideais da UNESCO como a paz e amizade entre as pessoas, evolução das culturas e troca de experiências.

Pessoalmente, acreditamos que todo sia seja dia da música, mas já que os calendários mundiais se sincronizaram para homenagear a mais lirica das artes, vejamos o que acontece de interessante neste dia:

Casa da Música propõe um Dia Mundial da Música diferente

Casa da Música propõe um Dia Mundial da Música diferente

Nesta segunda feira 01 de Outubro, Dia Mundial da Música, entre as 10:00 e as 16:00, a Casa da Música espalhou duos, trios, quartetos, quintetos e mais músicos, Músicos Inesperados, que tocarão excertos de obras do reportório clássico em escolas e hospitais, ruas e praças, centros sociais e mercados, jardins e áreas comerciais, hotéis e repartições públicas.

 E serão clarinetes, trombones, trompetes, violinos, percussão, saxofones e flautas que se vão fazer ouvir neste Dia Mundial da Música, as“brigadas musicais” constituídas por alunos de várias escolas: Academia de Música de Castelo de Paiva, Conservatório de Música do Porto, Academia de Música de Costa Cabral, Academia de Música de Espinho, Academia de Música de Vila Real, Academia de Música de Vilar do Paraíso e Academia de Música de Paredes.

Terminando esta jornada musical uma festa aguarda os Músicos Inesperados na Casa da Música.

 A reunião terá lugar na Sala Suggia, onde, pelas 17:00 os Músicos Inesperados, estarão num concerto único sob a condução do Factor E!, a equipa de formadores do Serviço Educativo.

 Retirado de HardMúsica

Em Lisboa:

Bernardo Sassetti homenageado no Dia Mundial da Música

Bernardo Sassetti homenageado no Dia Mundial da Música

As Bibliotecas Municipais de Lisboa vão assinalar o Dia Mundial da Música com um programa dedicado ao compositor e pianista Bernardo Sassetti (1970-2012).

 Depois da homenagem que no início de setembro recordou Bernardo Sassetti no Teatro São Luiz, em Lisboa, com “Fragmento, movimento, ascensão”, é a vez das Bibliotecas Muncipais da capital dedicarem um dia àquele que foi apelidado de “génio musical”.

 O dia 1 de outubro, Dia Mundial da Música, serviu de âncora à rede de Bibliotecas para uma programação que inclui cinema e música. A Biblioteca Municipal Orlando Ribeiro recebe o dia de homenagem, que arranca com uma exposição (que estará patente até ao final de outubro) dedicada ao músico e que mostra discografia, filmes e livros que fazem referência a Bernardo Sassetti e que estão disponíveis nas Bibliotecas Municipais.

 Às 14h30, um programa pedagógico para escolas, intitulado “Grandes Filmes, Grandes Músicas”, recebe crianças crianças e jovens do 4.º ano do 1.º Ciclo e 2.º e 3.º Ciclos, para uma sessão dedicada à música cinematográfica.

 A fechar o dia, um concerto do Instituto de Música Vitorino Matono (IMVM), em que as salas da biblioteca serão invadidas por sons harmoniosos para embalar leituras.

Fonte: Música portuguesa

JP Simões e António Zambujo vão tocar debaixo da terra em Lisboa

JP Simões e António Zambujo vão tocar debaixo da terra em Lisboa
JP Simões tem concerto marcado para 1 de Outubro, Dia Mundial da Música
O Música a Metro é o primeiro festival de música a acontecer em Portugal abaixo do solo. Estão agendados mais de 30 concertos em quatro estações do metropolitano de Lisboa. O festival começa a 1 de Outubro e prolonga-se até dia 27. O cartaz do festival inclui JP Simões, Filho da Mãe e António Zambujo, que se apresentará apenas com uma guitarra acústica. Os três actuam a 1 de Outubro, Dia Mundial da Música, na estação de metro do Cais do Sodré, a partir das 17h.

 As estações de metro do Marquês de Pombal, Campo Grande, Aeroporto e Cais do Sodré serão palco de concertos “móveis” de We Trust, Guta Naki, Long Way to Alaska e Gli Tre Portoghesi. “Os showcases móveis são diferentes do Music Point. São feitos nas carruagens e sempre em andamento. São pontos de atracção que serão muito cobiçados e visualmente diferentes daquilo que se tem vindo a fazer pelo metro”, disse ao PÚBLICO Nuno Abreu, da organização.

O festival Música a Metro distingue-se pelo facto de não possuir qualquer patrocinador ou fins lucrativos, sendo feito em regime de voluntariado e de apoio a nível artístico, de produção e promoção. A organização, a cargo da Imagina, garante a importância de “numa altura como esta, mostrar que é possível, com o apoio de todos, erguer uma iniciativa que é para todos”.

A Imagina espera uma “grande afluência” ao festival, uma vez que se registam todos os dias 3,5 milhões de entradas nas estações de metro da capital. Os concertos debaixo da terra acontecem todas as semanas entre quarta-feira e sábados, até 27 de Outubro, das 17h às 20h30. À excepção dos showcases móveis que, por decorrerem no interior das carruagens, requerem a aquisição do bilhete do metro (1,25 euros), o Música a Metro é gratuito.

Retirado do Ipsilon

Dia 6!

Música nas praças

Música nas praças

O Dia Mundial da Música, é também comemorado em Lisboa a 6 Outubro, onde vai ser assinalado em diversos pontos da Baixa de Lisboa mais uma edição das Música nas Praças – Concertos promenade em Lisboa.
Música nas Praças é, na sua edição de 2012, a despedida de um Verão em que sentimos Lisboa celebrar-se a si própria. Se esta constatação nos instiga a prosseguir o nosso caminho com mais veemência e paixão, devolve-nos também a convicção de uma cidade que reage aos momentos de grande adversidade, através de uma experiência feita de coletivo, de comunhão e de pertença.

A 5ª edição do Música nas Praças, uma parceria entre a Egeac e a Orquestra Metropolitana de Lisboa, convida o público a passear de praça em praça, desfrutando da música livremente.

Dia 6 de outubro das 10h00 às 23h00 (entrada livre)

PROGRAMAÇÃO:

RUA DA MOURARIA

10H | Ensemble de Saxofones da Metropolitana

RUA DA GUIA

11H | Ensemble de Saxofones da Metropolitana

LARGO DO INTENDENTE

12H | Banda Sinfónica da PSP

RUÍNAS DO CARMO

15H | Coro Juvenil de Lisboa

17H | Coro Lisboa Cantat

19H | Escola de Música do Conservatório Nacional

LARGO DE SÃO CARLOS

16H | Percussões da Metropolitana

18H | Ensemble da Orquestra Sinfónica Portuguesa

20H | Orquestra da Sopros da Metropolitana

22H | Orquestra Metropolitana de Lisboa

MUSEU DO CHIADO

16H30 | 17H30 | 18H30 | Atelier Instrumental e Aula Aberta Escolas da Metropolitana

Já que hoje é dia de música que tal uma viagem pelos sons da lusofonia com a nau Zarpante?

Começamos com três sons bem diferentes de Portugal:

Prosseguimos a viagem rumo ao Brasil:

Em seguida zarpamos rumo a Angola:

Passamos por Moçambique:

Cabo Verde:

Guiné-Bissau:

Degustar sem moderação!

Veja também:

Dia mundial da fotografia em companhia de Zarpante

Etiquetado , , , , , , , , , , , ,

Arte e Cultura de Timor-Leste!

Futuro Museu e Centro Cultural de Timor-Leste!

A par da criação da Biblioteca Nacional e Arquivo de Timor-Leste, a Secretaria de Estado da Cultura está a desenvolver, em parceria com a UNESCO, o projecto de construção do Museu e Centro Cultural de Timor-Leste. “Pensámos que deveríamos aproveitar esta fase de construção e planear já este projecto” explica Virgílio Simith.

A existência de locais adequados para o desenvolvimento de actividades culturais é fundamental para dinamizar a cultura e consequentemente contribuir para a afirmação da identidade nacional. A Secretaria de Estado da Cultura pretende, assim, dinamizar e promover a realização de novos eventos num espaço condigno e com as condições necessárias para “colocar a Cultura ao serviço da afirmação da Nação e do Estado timorense”, que é, de resto, uma das prioridades definida pelo IV Governo Constitucional no seu programa para o período legislativo entre 2007 e 2012.

Existem já alguns conteúdos para expor permanentemente no Museu Nacional, como a colecção geológica exposta no Palácio Presidencial, a colecção arqueológica que está espalhada por vários países e a colecção etnográfica, com cerca de 800 peças, que está guardada no Ministério da Educação. “Há colecções patrimoniais de alto valor que saíram de Timor-Leste, mas quando tivermos uma estrutura como o Museu e Centro Cultural podem regressar ao país”, afirma o Secretário de Estado, acrescentando outras potencialidades da futura instituição: “é uma forma de atracção turística, é um espaço de diversão e de investigação. Um espaço de pesquisa, não só para timorenses como também para estrangeiros, que passam, assim, a ter um local próprio, em Timor-Leste, para fazer os seus estudos. O Museu será um espaço de inspiração”.

O projecto prevê, ainda, que o Museu e Centro Cultural albergue as futuras Escolas de Artes e Música, cujos estudos de viabilidade foram previstos no programa do IV Governo Constitucional. Tal como a Biblioteca Nacional e Arquivo, o Museu e Centro Cultural de Timor-Leste deverá ficar localizado em Aitarak Laran, em Díli.

Fontes:

texto retirado da página do governo de Timor-Leste.

*Foto retirada do site da Secretaria de Estado da Cultura de Timor

Etiquetado , , , , , , , , ,
%d blogueiros gostam disto: