Arquivo da tag: racismo

Paz no futebol

Em junho-julho de 2014 assistiremos a mais uma copa do mundo! O país anfitrião da vigésima edição do evento  será o Brasil. Com uma onda de violência cada vez mais presente no futebol brasileiro e em suas torcidas organizadas, devemos, todos juntos, fazer dos estádios, lugares de lazer que sejam  seguros!

Na Europa, racistas ignorantes jogaram uma banana sobre o jogador brasileiro Daniel Alves, que, ao comer ironicamente a banana, mostrou ao mundo que os “macacos brasileiros” são muito evoluídos e civilizados!

Já em Recife, o Santa Cruz Futebol Clube será responsabilizado pela morte do torcedor atingido por um vaso sanitário jogado das arquibancadas do estádio Arruda! Esses torcedores, que jogaram vasos sanitários, são energúmenos e não podem sequer ser comparados a macacos, pois seria um insulto não só a Daniel Alves, mas a todos nós homo sapiens.

PAzfutebol

Sem falar do caso “Fred x torcidas organizadas”, que serviu para mostrar mais uma vez que, por falta de uma verdadeira organização e de vozes ativas e unidas contra a violência, muitos torcedores perdem a noção dos limites e perseguem os jogadores,  ameaçam, etc.

O racismo e a violência têm invadido cada vez mais os campos pelo mundo afora.

Agnaldo Pereira Leão se formou em filosofia, jogou futsal e pensou muito sobre o assunto da violência no esporte que ele tanto ama. Por isso, resolveu criar um site, cujo  objetivo é focalizar em debates que vitalizem o esporte e reduzam a violência em torno do futebol. Dessa forma, o futebol torna-se mais vibrante e, graças ao site, será possível interagir com as comunidades e estruturar ações destinadas aos torcedores e às pessoas menos favorecidas que amam o esporte. O site deseja interagir com toda a comunidade em torno do futebol. Assim, os torcedores poderão, por exemplo, enviar mensagens de incentivo aos seus ídolos, comprar artigos esportivos e comercializá-los. Por outro lado, as empresas poderão comercializar suas marcas, e as ONGs (contra o racismo, contra a homofobia…) poderão interagir com as torcidas.

Saiba mais sobre este projeto e contribua para a paz no futebol no link seguinte: Projeto Zarpante Paz no Futebol!

Etiquetado , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Seremos eternamente gratos

Uma luz se apagou na terra para deixar o céu mais brilhante! Mandiba nos deixou mas seu legado será eterno! Uma estrela a mais brilha lá no alto e um continente ficou órfão e chora pela partida de Nelson Mandela! Nossos agradecimentos pelo seu combate e a homenagem Zarpante a este homem tão sábio e diferente dos outros!

Algumas frases do mestre:

– “O racismo é algo absurdo”

– “Lutei contra o domínio branco e contra o domínio negro. Persegui o ideal de uma sociedade livre e democrática onde todas as pessoas vivem juntas, em harmonia e com igualdade de oportunidades. É um ideal pelo qual espero viver e atingir. Mas, se for necessário, estou disposto e morrer por ele”.

– “Ninguém nasce a odiar o outro pela cor da pele, pela origem ou pela religião. As pessoas aprendem a odiar e, se podem aprender a odiar, também podem aprender a amar”.

 

– “Nunca, nunca, nunca mais deverá esta terra fantástica voltar a sofrer a opressão de um homem sobre outro”.

 

– “Tanto quanto brancos mataram negros, negros mataram brancos”.

 

– “A supremacia branca implica a inferioridade negra”.

 

– “No meu país, primeiro vai-se para a prisão, mas depois passa-se a presidente”.

 

– “Nunca considerei nenhum homem superior a mim, dentro ou fora da prisão”.

 

– “Aprendi que o valor não é a ausência do medo, mas o triunfo sobre ele. Um homem valente não é aquele que não sente medo, mas o que se sobrepõe a ele”.

 

– “A grandeza da vida não consiste em não cair nunca, mas em levantarmo-nos de cada vez que caímos”.

 

– “Parece sempre impossível até que ser feito”.

 

– “Depois de subirmos uma grande montanha, descobrimos que há muito mais montanhas para escalar”.

 

– “Sempre soube que um dia voltaria a sentir a relva debaixo dos meus pés e que caminharia ao sol, livre”.

 

– “Estou apaixonado por uma mulher notável. Ela mudou a minha vida” (sobre Graça Machel).

 

– “A imprensa é um dos pilares da democracia”.

 

– “Lutar contra a pobreza não é um assunto de caridade, mas de justiça”.

 

– “A morte é algo inevitável. Quando um homem fez o que acreditava necessário pelo seu povo e pelo seu país, pode descansar em paz. Creio ter cumprido

esse dever e, por isso, descansarei para a eternidade”.

 

– “Haverá vida depois de Mandela”.

 – “As mulheres são complicadas. Eu amo alguem e quando a paquero ela não me aceita como namorado. Mas ela esta sempre olhando para mim e não consegue me encarar.”

– “Nascemos para manifestar a glória do Universo que está dentro de nós. Não está apenas em um de nós: está em todos nós. E conforme deixamos a nossa própria luz brilhar, inconscientemente damos às outras pessoas permissão para fazer o mesmo. E conforme nos libertamos do nosso medo, nossa presença, automaticamente, libera os outros.”

“O conhecimento é força intocável de qualquer Homem. A liberdade pode ser retirada, mas a capacidade de pensar, reflectir e aprender é unica e exclusiva. Educar-se é mudar o destino a cada nova aprendizagem.”

– “O BRAVO NÃO É QUEM NÃO SENTE MEDO, MAS QUEM VENCE ESSE MEDO”

– “Medo nos bravos representa energia, representa mais energia para dobrar obstáculos. O medo é saudável, motivador e despertador da atitude positiva, do empenho e da persistência.”

– “A educação e os valores juntos são invencíveis. Defensores da superação e excelência. O coração é justo a mente racional, o resultado será racionalmente justo.”

– “DEVEMOS PROMOVER A CORAGEM ONDE HÁ O MEDO, PROMOVER O ACORDO ONDE EXISTE CONFLITO, E INSPIRAR A ESPERANÇA ONDE HÁ DESESPERO”

– “Uma vida de superação, excelência, mudança e de propósito. Viver com o propósito é viver para liberdade, para a esperança, para o sucesso, para a dignidade. É preciso não ter medo, mas coragem, não desesperar mas inspirar, não criar conflito mas acordar, pois só assim será possivel mudar o mundo.   Seja Maior.”

Agora vejamos algumas imagens do Madiba:

E algumas músicas em homenagem ao eterno Mandela:

Para terminar:

Obrigado por tudo Mandiba!

 

 

 

 

Etiquetado , , , , ,

Dia Internacional para Relembrar o Tráfico de Escravos e sua Abolição

23 de agosto foi o dia escolhido pela UNESCO para exortar a comunidade internacional a fazer uma reflexão colectiva sobre as causas históricas e as consequências da escravatura, apelando ao diálogo inter-cultural.

ROTAS escravistas

ROTAS escravistas

Mensagem de Irina Bokova, diretora-geral da UNESCO, por ocasião do Dia Internacional da Lembrança do Tráfico de Escravos e sua Abolição, 23 de agosto de 2012

“A história do tráfico de escravos e de sua abolição moldou o mundo em que vivemos. Somos herdeiros desse passado que transformou o mapa do mundo, suas leis, culturas e relações sociais, e até mesmo criou novos hábitos alimentares, especialmente por meio do comércio de cana-de-açúcar. Acima de tudo, essa história teve efeitos duradouros nas relações entre os

povos. A UNESCO dá máxima importância à celebração do Dia Internacional da Lembrança do Tráfico de Escravos e sua Abolição. A divulgação dessa história é central para a luta contra o racismo, para a observância dos direitos humanos e para a construção da paz.

A longa série de levantes de escravos em sua busca por liberdade é fonte de reflexão e ação para a proteção dos direitos humanos e o combate a formas modernas de servidão. Na noite de 22 para 23 de agosto de 1791, um levante iniciou-se em Santo Domingo (atualmente Haiti) que levaria à abolição do tráfico transatlântico de escravos. Por meio de sua luta e seu desejo por dignidade e liberdade, os escravos contribuíram para a universalidade dos direitos humanos. Deve-se ensinar às pessoas os nomes dos heróis da história da escravatura, pois são heróis da humanidade.

Os escravos transcenderam a opressão e presentearam o mundo com um patrimônio cultural infinitamente rico. A África, a Europa, as Américas, o Oriente Médio, o Oceano Índico e a Ásia agora compartilham danças, música, expressões artísticas vivas que são legado direto dessa história. Por meio de seus programas culturais e educacionais, a UNESCO busca salvaguardar e promover esse patrimônio como força de reaproximação e diálogo entre os povos.

Sob seu mandato, a UNESCO apoia a pesquisa científica, o treinamento de professores, a preservação de sítios e arquivos de memória e a promoção de interação cultural para que todos possam compreender o que está em jogo nessa história. O Projeto Rota do Escravo ilustra muito apropriadamente esse ponto e contribui com medidas para conter preconceitos degradantes herdados de um sistema de opressão que ainda macula a imagem de africanos e descendentes de africanos.

O Dia é marco, em 2012, das preparações para a Década das Pessoas de Ascendência Africana, a ser proclamada pelas Nações Unidas neste ano. A iniciativa deve ser um meio de juntar forças de maneira sustentável para alavancar compromissos políticos em favor de pessoas de ascendência africana.

Neste Dia, convoco os governos, as organizações da sociedade civil e os parceiros públicos e privados a redobrarem seus esforços para alcançar reconciliação e solidariedade para com os povos a quem essa história diz respeito, assim como seu desenvolvimento, e a compartilhar suas iniciativas na rede, em www.facebook.com/unesco e http://www.unesco.org/culture/slaveroute. Assim destaca-se a determinação da UNESCO em aperfeiçoar os conhecimentos sobre essa crucial página no grande livro de nossa história universal.” FONTE: Site oficial da UNESCO

Etiquetado , , , , , ,
%d blogueiros gostam disto: