Arquivo da tag: paz

Pacíficos pero no mucho…

Hoje falaremos dos “manifestantes pacíficos” que dizem representar os desejos e reivindicações do povo brasileiro.

Parece que somente uma minoria dos manifestantes é violenta e que a grande maioria sabe bem o que quer, e acima de tudo, não quer violência!

Para começar, vamos compartilhar um texto de Chico Alves muito bem escrito e compartilhado em uma de suas redes sociais. Dessa forma poderão ver o que achamos das reivindicações confusas dessa manifestação.

Segue abaixo o texto de Chico Alves:

“EU ESTIVE LÁ (E NÃO GOSTEI DO QUE VI)

Estive ontem na Rio Branco para ver a passeata. Pra começar, é bonito ter as ruas cheias de gente outra vez, a garotada se mobilizando, sem precisar de intermediários para dizer que os políticos passaram das medidas e tal… Mas para mim, que sou chato, os pontos positivos se resumem a isso. Vi uma confusão de faixas e cartazes, com menções às mais variadas causas, do fim da jornada dupla de motoristas de onibus à mudança da saúde e educação no país. Tinha de tudo. Era como se, no meio dos 100 mil, cada grupo de cem pessoas estivesse ali para defender uma causa. Ou duas. Ou três. A pergunta é: que resultado pode dar isso? Reivindicar tudo é o mesmo que não reivindicar nada. Se não há uma pauta, se não há negociação com quem pode realizar a mudança, se não há lideranças para negociar com os governantes, onde essas reivindicações vão chegar? Volto ao que disse antes: falta política a essas manifestaçõs. Política no sentido de dar praticidade a tudo e transformar as reivindicações em algo concreto, que realmente beneficie a população. Uma pauta com uma ou duas reivindicações apenas, para indicar os prazos e os meios de se chegar ao objetivo. Sem isso, as passeatas serão apenas grandes points de encontro de amigos, a garotada vai sorrir e chorar emocionada, tirar fotos, fazer vídeos… e só. Como num desfile do Monobloco ou no Rock in Rio. Enquanto isso o povo sofrido continuará sofrendo sem educação, sem saúde, sem transporte decente. Mas todos dormiremos felizes, achando que somos os novos revolucionários.”

Prefeitura de Sampa depois das manifestações de ontem...

Prefeitura de Sampa depois das manifestações de ontem…

No que diz respeito ao carácter não violento dos manifestantes, devemos discordar porque sentimos na pele a violência dos manifestantes… Sim, porque violência verbal não deixa de ser violência! Porque discordamos das manifestações, recebemos comentários muito violentos nas redes sociais… Não se trata aqui de dar nome aos bois ( ou trogloditas), mas sim de mostrar claramente que as pessoas pacíficas estão xingando todos os que não pensam como eles…Xingando e batendo muito também por vezes.

Os policiais que foram violentos tem que ser afastados com certeza da força policial, mas e quanto a população violenta? Afastamos também? De que corporação? De que partido? Do povo? Pode se afastar alguém do povo como se afasta um policial do emprego?

Manifestar suas ideias de forma pacífica não significa sair por ai xingando quem não pensa como você! Vimos gente falando de “neutralizar esses vândalos “que não representam o movimento pacífico. Neutralizar como? Com pétalas de rosas ou com mais violência?

Para quem acha que somos reaccionários, lembramos que estivemos em Portugal e fizemos parte de várias manifestações durante os dois meses que por lá estivemos… Não vimos sequer uma micro gota de violência. Então quando nos falam de um Brasil exemplar por estar indo as ruas sem violência (fora focos minoritários), discordamos plenamente! Até porque Portugal vive no momento actual uma situação económica bem mais difícil que a brasileira e nem por isso eles saem por ai quebrando tudo. A violência no Brasil acontece por motivos lógicos: essa manifestação que se diz de carácter popular, nada mais é que uma bagunça na qual as pessoas reivindicam milhares de coisas diferentes e muitas delas sem sentido! Se existisse organização, uma pauta comum, e objetivos claros e concretos com um plano de acção para atingi-los, ai sim teríamos manifestações bem organizadas…

Para terminar vamos falar de umas pessoas que se acham muito engraçadas e ficam divulgando e fazendo circular notícias que sabem ser falsas apenas para alarmar ainda mais o povo e contribuir para o clima tenso e improdutivo. Um blog brasileiro divulgou ontem um artigo em que dizia que a Dilma teria ameaçado de cortar a internet no Brasil! O que nos espanta é que muita gente acreditou e compartilhou gritando e xingando a presidente de tudo quanto é nome! Hora vejam bem isso é impossível de ser feito, mesmo que ela desejasse fazer isso, isso é tecnicamente impossível! Se fosse piada seria até engraçado, mas o problema é que muita gente acreditou e saiu compartilhando o artigo sem sequer ler até o fim e ver que era uma piada! É nesse tipo de argumento que os manifestantes se apoiam? Essas declarações falsas são o que legitima as manifestações?

Ousamos acreditar que existe algo mais concreto que esse tipo de discurso e convidamos quem quiser participar desse diálogo de maneira construtiva a enviar suas opiniões! Afinal ainda vivemos em um estado democrático e podemos expressar nossa opiniões sem necessidade de perder a paz!

Outros artigos sobre o tema:

– Manifesto por uma Arte Revolucionária Independente

– Violência e razão.

– Manifestar ou não manifestar?

– Uma panela prestes a explodir!

– Para assistir entre uma manifestação e outra

Etiquetado , , , , , , , , ,
%d blogueiros gostam disto: