Arquivo da tag: Music

100 anos de Vinícius de Moraes

No ano do centenário de um dos maiores poetas brasileiros, Zarpante não poderia deixar de prestar algumas homenagens!

French poet and publisher Pierre Seghers with ...

Poeta francês Pierre Seghers com o brasileiro Vinícius de Moraes. Paris 1972 (Photo credit: Wikipedia)

Marcus Vinícius da Cruz de Melo Moraes nasceu em 19 de outubro de 1913 na Gávea, o Poetinha, foi também compositor, jornalista, teatrólogo e diplomata. Ele nos deixou em 9 de julho de 1980, em sua casa, no bairro da Gávea, perto do Jardim Botânico, onde nasceu, há 66 anos.

Por hora, mostraremos a influência do Poetinha na música atual. Para ilustrar essa influencia, nada como escutar algumas músicas atuais que utilizam samples de Vinícius ou se inspiram claramente por suas músicas:

– Flying Lotus:

Um dos maiores produtores atuais de batidas de hip hop! O americano tem bom gosto na hora de samplear!

O sample:

E a original:

– Claude Nougaro:

O cantor francês regravou a música Berimbau.

– Madlib:

O DJ e beatmaker americano utilizou uma canção de Vininha em um de seus mixes:

Sample aparece aos 5:56

Bebo Valdes e Diego El Cigala

Agora, a mesma música executada por um mestre cubano e um espanhol rei do Flamenco!

Vejam também:

– Quem sampleou?

Etiquetado , , , , , , , , , , , ,

Um dia especial

Imagen que muestra la evolución de la música

A evolução da música (Photo credit: Wikipedia)

Hoje é o dia em que o mundo homenageia a música e todos aqueles que tem como profissão, tocar e cantar, para alegrar o povo!

O Dia Mundial da Música comemora-se anualmente 1 de Outubro.

A data foi instituída em 1975 pelo International Music Council, uma instituição fundada em 1949 pela UNESCO, que agrega vários organismos e individualidades do mundo da música.

Os objetivos são:

  • Promover a arte musical em todos os setores da sociedade;
  • Divulgar a diversidade musical;
  • Aplicação dos ideais da UNESCO como a paz e amizade entre as pessoas, evolução das culturas e troca de experiências.

Neste dia decorrem vários concertos, em todos os países para celebrar o Dia Mundial da Música. Nós não poderíamos deixar passar esta data em branco, e por isso mesmo, iremos compartilhar algumas músicas e alguns links musicais com vocês!

– Para começar, vamos compartilhar algumas músicas feitas em homenagem à música:

– Para continuar, conheçam os Podcasts Zarpante!

Clique aqui e acesse todos os nossos podcasts!

– Em seguida, que tal algumas playlists youtube preparadas por Zarpante?

a- Sambando

b- Música brasileira

c- MPB

d- Discos completos lusófonos

e- Trilhas sonoras

f- Shows brasileiros

d- DJ’s

– Terminamos com a saga Zarpante, “Música e Internet”:

  1. Música e internet (parte 1)
  2. Música e internet (parte 2)
  3. Música e internet (parte 3)
  4. Música e internet (parte 4)
  5. Música e internet (parte 5)

Etiquetado , , , , , , , , , , ,

O Punk e suas botinas…

Um estilo musical pouco conhecido no Brasil em relação a outros ritmos brasileiros, e em comparação a Inglaterra por exemplo: Punk

“Denominam-se subcultura punk os estilos dentro da produção cultural que possuem certas características comuns àquelas ditas punk, como por exemplo o princípio de autonomia do faça-você-mesmo, o interesse pela aparência agressiva, a simplicidade, o sarcasmo niilista e a subversão da cultura. Entre os elementos culturais punk estão: o estilo musical, a moda, o design, as artes plásticas, o cinema, a poesia, e também o comportamento (podendo incluir ou não princípios éticos e políticos definidos), expressões linguísticas, símbolos e outros códigos de comunicação. Surge dentro do contexto de contracultura, como reação à não-violência dos hippies e a um certo otimismo daqueles.

O punk como movimento social

A partir do fim da década de 1970 o conceito de cultura punk adquiriu novo sentido com a expressão movimento punk, que passou a ser usada para definir sua transformação em tribo urbana, substituindo uma concepção abrangente e pouco definida da atitude individual e fundamentalmente cultural pelo conceito de movimento social propriamente dito: a aceitação pelo indivíduo de uma ideologia, comportamento e postura supostos comum a todos membros do movimento punk ou da ramificação/submovimento a que ele pertence. O movimento punk é uma forma mais ou menos organizada e unificada, com o intuito de alcançar objetivos — seja a revolução política, almejada de forma diferente pelos vários subgrupos do movimento, seja a preservação e resistência da tradição punk, como forma cultural deliberadamente marginal e alternativa à cultura tradicional vigente na sociedade ou como manifestação de segregação e auto-afirmação por gangues de rua. A cultura punk, segundo esta definição, pode então ser entendida como costumes, tradições e ideologias de uma organização ou grupo social.

Apesar de atualmente o conceito movimento punk ser a interpretação mais popular de cultura punk, nem todos indivíduos ligados a esta cultura são membros de um grupo ou movimento. Um grande número de punks definem o termo “punk” como uma manifestação fundamentalmente cultural e ideologicamente independente, cujo aspecto revolucionário se baseia na subversão não-coerciva dos costumes do dia-a-dia sem, no entanto, se apegar a um objetivo preciso ou a um desejo de aceitação por um grupo de pessoas, representando uma postura distinta do caráter politicamente organizado e definido do movimento punk e de seu respectivo interesse na preservação da tradição punk em sua forma original ou considerada adequada.

Esta diferença de postura entre o movimento punk e outros adeptos da cultura é responsável por constantes conflitos e discussões, violentos ou não, que ocorrem em encontros destes indivíduos em ruas e festivais, ou através de meios de comunicação alternativos como revistas, fanzines e fóruns.” Fonte: Wikipédia (leia o resto do artigo clicando no link)

Descubra um pouco desse movimento no Brasil:

Etiquetado , , , , , , , , ,

Boaventura de Sousa Santos!

Rap Global
O professor Boaventura de Sousa Santos, reconhecido internacionalmente como um dos maiores intelectuais contemporâneos, um dos criadores do Fórum Social Mundial e autor de vários livros sobre cultura, política e globalização, veste a pele de um jovem rapper do Barreiro, batizado por ele de Queni N.S.L.Oeste. Queni canaliza sua raiva, na levada do rap, expondo assim sua insatisfação diante da situação mundial. Este é o livro Rap Global, um rap, ou se preferirem, uma poesia rimada, de quase 100 páginas, escrito por Boaventura.

Português: Boaventura de Sousa Santos, sociólo...

Boaventura de Sousa Santos Imagem via Wikipedia

Queni, heterónimo e alter ego de Boaventura,  consegue transformar em energia poética e musical a tragédia familiar e a raiva ante os fatos que a causaram. “A raiva é a saliva da alma”, diz Queni a certo passo. Um rap irado, melancólico, reflexivo e sobretudo poético. Aconselhamos!
Boaventura de Sousa Santos é cientista social, doutor em Sociologia do Direito pela Universidade Yale e professor titular de Economia da Universidade de Coimbra.

Boaventura aborda temas importantes como injustiças sociais, desigualdades, etc. O autor aproveita da liberdade que o rap proporciona a escrita comparado com as formas mais tradicionais de poesia. Dessa maneira ele nos livra um texto musical e com temas variados em um livro que pode ser lido de traz para frente mas que também pode ser saboreado palavra por palavra. A inteligência de um dos idealizadores do fórum social mundial a serviço de uma forma artística tantas vezes descriminada e subjugada como o rap! Rap que sempre serviu para expressar vozes da periferia e de um povo inquieto!

O professor e sociólogo Boaventura de Sousa Santos virou rapper durante ensaio da Opera Rap, evento cultural do FST 2012, em que o seu romance Rap Global foi musicado por um grupo de DJs e MCs sob a direção musical de Tonho Crocco.

Alguns rappers brasileiros já musicaram partes do livro, e o autor gostaria que os portugueses fizessem o mesmo. Zarpante convida todos aqueles que se interessarem a musicar este livro! Sejam brasileiros,portugueses,angolanos ou de onde for! Se falam  português e sabem produzir hip-hop porque não juntar se a esta bela aventura?

Para comprar o livro:
Livro por R$ 22,00 na Aeroplano Editora (www.aeroplanoeditora.com.br)
Contato
Camilla Savoia (21) 2529-6974 / (21) 2239-7399 / aeroplano@aeroplanoeditora.com.br

Etiquetado , , , , , , , , ,
%d blogueiros gostam disto: