Arquivo da tag: dicas

Fontes gratuitas para seus textos

Screen Shot 2014-04-23 at 03.05.19

Continuamos fuçando a net e encontrando dicas legais para nossos leitores! Desta vez iremos compartilhar o link de um site para que baixem  gratuitamente diversas fontes para seus textos.

Cliquem aqui e descubram as fontes.

 

Etiquetado , , ,

Ganhe dinheiro com sua música

Este slideshow necessita de JavaScript.

Aumente sua renda como músico:

Na situação atual de crise do mercado de discos, o crowdfunding surge como uma nova maneira para que músicos ganhem dinheiro com suas músicas em 2014! No entanto, para que suas campanhas de crowdfunding funcionem, os músicos precisam ter uma “multidão de fãs” que estejam preparados para ajudar a financiar os projetos de seus ídolos. Criar um público forte que acompanhe seu trabalho nas redes sociais, na mídia, etc, e claro, que compareça aos seus shows e divulgue seu som para outras pessoas que poderão se interessar pelo seu trabalho.

– Construa e mantenha uma verdadeira relação com seus fãs e amigos nas redes sociais.

95 % dos artistas fazem uma utilização errônea de suas listas de e-mail e de suas redes sociais: evite contactar seus fãs apenas quando tem algo para vender para eles (shows, releases, CD novo, etc.) É preciso convencer às pessoas a comprar algo, no entanto, às pessoas tem uma tendência natural de consumir e sempre preferem comprar de alguém em quem confiam e de quem gostam. Envie conteúdos como fotos, vídeos, etc para divulgar seu trabalho mas faça o espontaneamente e sem pedir sempre algo em troca.

Novos estudos indicam que às pessoas só investem dinheiro quando sentem que o artista “fez por merecer” por meio de um verdadeiro trabalho nas mídias sociais. Isso é particularmente válido para o universo da música.

Como artista, você representa uma marca: sua própria marca! Para ganhar dinheiro com sua marca você precisa ter uma linha de produtos claramente definida. Um projeto de financiamento coletivo (crowdfunding) é uma oportunidade única para lançar uma “linha de produtos” porque obriga o artista a criar diversos níveis nos quais as pessoas poderão participar e contribuir. Pois é: como Zarpante já vem dizendo faz um tempo, o crowdfunding vai muito além do que uma mera captação de fundos! Utilize-o por exemplo para lhe ajudar a criar uma linha de produtos que se adapte ao seu público!

1. O seu primeiro passo deve ser no sentido de identificar sua base de fãs  e seguidores:

Você tem uma base de fãs para a qual pode vender sua ideia?

Isso significa:

A) Uma mailing list

B) Um Blog e claro, leitores. Lembre-se de sincronizar seu blog com seu Tumblr, seu Twitter, Facebook, Stumbleupon, etc). Caso não tiver blog, e prefira delegar essa atividade a uma outra pessoa, saiba que existem diversos blogs que podem fazer isso por você contanto que você envie material de vez em quando. Este blog por exemplo tem sempre artigos sobre os artistas que Zarpante representa e também sobre artistas que atraem nossa atenção.

C) Tenha uma comunidade Facebook ativa e seguidores no Twitter

2. Canalize!

Sempre pense em maneiras para aumentar sua base de fãs e sua mailing list!

Considere que em média, somente 10% das pessoas em sua mailing list irão abrir os e-mails que você enviar: nesse sentido, tenha como objetivo um mínimo de 10 mil fãs (contabilizando todas suas redes sociais e mailing list).

Pense todo dia em pelo menos uma pessoa para adicionar em sua lista!

Qual é sua linha de produtos?

Você vende apenas shows, CDs e Mp3s?

Você tem produtos derivados?

Um fã clube / promoções mensais?

Tem algum talento especial a oferecer além de sua música?

Deixou claro às pessoas de sua mailing list que você está disponível para eventos privados , festas, casamentos, etc?

Alguma vez você já mencionou que gostaria de tocar um show na casa deles?

3. Já perguntou aos seus fãs  o que eles desejam comprar?

Faça enquetes e pergunte isso à sua base de fãs! Quem sabe eles desejem adesivos, ou camisetas relacionados ao seu projeto mas você nunca saberá disso se não perguntar.

Para Newsletters ou pesquisas online: Survey Monkey & Pop Survey

Para o Twitter: Twtpoll

No Facebook: Poll Daddy

 

4. Comunicação!

Você tem newsletters mensais atrativas, e consistentes?

Se não for o caso, passe a utilizar um serviço que lhe ajude a criar uma newsletter em que possa ter as estatísticas de quem abre suas newsletters e o que “clicam” ou não nela.

A chave é comunicar de maneira constante e regular, e estudar o que dá certo ou não.

5. Criatividade!

Seja criativo em relação ao conteúdo que compartilha em suas redes sociais!

Crie produtos, eventos, fã clubes, eventos exclusivos, e tudo que possa satisfazer seus fãs.

Você tem algum outro talento que seu público deveria descobrir?

Escreve?

Pinta?

Tira fotos?

6. Após desenvolver sua rede de maneira intensiva (mas sem comprar falsos seguidores ou “curtidas”), lance sua campanha de Crowdfunding!

Tenha um plano claramente definido antes de se lançar em uma campanha de crowdfunding: o que deseja fazer? Gravar um EP ou LP para lançar em CD ou vinil ou digital? Quer lançar um vídeo ou quer fazer um show? Precisa de fundos para comprar um novo baixo? Quer fundos para poder viajar e fazer aquela tournée lá fora? O crowdfunding pode ser aplicado a diversas partes de sua carreira mas para isso você precisa ter uma ideia bem estruturada em mente.

Estude o Crowdfunding  e entenda como alavancar sua campanha!

 

Etiquetado , , , , , ,

Lançar uma campanha de crowdfunding que seja bem sucedida (ou Obama e o crowdfunding)

Esse artigo aborda algumas das mais importantes considerações que você deverá levar em conta para criar sua “massa de seguidores”,levá-los a interagir e claro, a contribuir para seu projeto.

Vamos por partes: crowd em inglês significa massa e crowdfunding, financiamento pela massa. Por consequência, para lançar um projeto de crowdfunding, você precisa ter uma massa. Quem irá se interessar por seu projeto? Como saber se as pessoas terão interesse pelo que você está fazendo?  Como identificar as pessoas que farão parte de sua “primeira onda de contribuições”, trazendo uma preciosa ajuda ao desencadear o processo? Qual o valor  que você deveria pedir  a sua comunidade de potenciais contribuidores?

Para responder a essas perguntas você precisa:

  • Definir o público ou grupo de pessoas que irá beneficiar do fato de contribuir para seu projeto.
  • Medir sua esfera de influência para ter uma ideia do poder de sua massa e por consequência, da propagação de seu projeto pela rede.
  • Determine o âmbito de seu projeto baseado em pontos de vista de sua massa;
  • Estabeleça, antes de lançar o projeto, prioridades para escolher quem mobilizar primeiro.
  • Dedique-se ao seu projeto, faça o deslanchar, e aumente sua rede de conexões e de possíveis contribuidores, durante o prazo de sua campanha.

O que você deseja executar?

Para saber quem vai contribuir e quem não vai, você precisa primeiro identificar um objetivo comum.

A “massa” pode ser composta por pessoas e grupos que compartilhem um interesse por algo (por exemplo, loucos por rock), que desejem alcançar um objetivo concreto (pessoas que querem contar com uma boa escola em seus bairros), ou que queiram fazer parte de uma experiência significativa (por exemplo fazer parte dos eleitores do primeiro presidente afro-americano da história dos USA).

O que você pode alcançar?

Toda campanha de crowdfunding deve começar com expectativas realísticas, que se adaptem a sua situação.

Duas considerações importantes:

  1. Quanto dinheiro deveria pedir?
  2. Quanto tempo pensa levar para captar esses fundos?

Recomendamos o principio seguinte:

A meta a ser captada não deve ser exageradamente alta (pois isso transmite uma sensação de que é impossível atingi-la), nem muito baixa (pois isso leva a massa a sentir que não é necessário ajudar coletivamente). Precisa ser uma meta equilibrada, cujo orçamento será detalhado e principalmente, que seja acessível e realística. Nós da Zarpante acreditamos profundamente que o crowdfunding não é somente uma ferramenta para captar fundos, mas também uma maneira de reduzir os custos elevados das produções artísticas e culturais atuais.

Esse equilíbrio se encontra numa faixa entre algumas centenas de Euros (ou Reais) e alguns milhares dependendo do objetivo a ser realizado, quanto trabalho será necessário para realizar seu projeto, e claro, qual o tamanho de sua esfera de influência.

O que você já sabe?

Se você representa uma ONG, provavelmente já conta com uma lista de doadores e  de emails de pessoas interessadas em serem atualizadas sobre seu trabalho. Caso for um artista local, tem alguns fãs que  curtiram sua “fã page” no Facebook, para ficar por dentro de sua agenda, das novidades, dos lançamentos, etc. Descubra quem são essas pessoas com quem você pode contar assim que tiver lançado seu projeto, para que possam dar o pontapé inicial da partida, e para que você tenha uma estimativa do esforço que será necessário para criar uma massa de fãs dedicados que irão se mostrar presentes na hora de contribuir e divulgar.

Lembre-se de verificar:

  1. Sua lista de emails e de contatos em redes sociais (quem sabe já tenha alguns apreciadores de seu trabalho nessas listas).
  2. Forums online, em que o assunto que você está tratando seja um tópico comum de conversas.
  3. Outras organizações, grupos ou comunidades que  possam tirar um beneficio de seu projeto, e que nesse sentido possam ajudar a promover a sua causa.
  4. Indivíduos que você conhece pessoalmente e aos quais você pode pedir uma contribuição financeira, e uma ajuda para espalhar a notícia.

Tendo isso tudo em mente, você poderá identificar mais facilmente as pessoas que poderão ser convidadas a participar de sua campanha. Sua massa poderá se estender além desse limite dos contatos imediatos e pessoais,assim que as pessoas de sua rede começarem a espalhar a notícia e compartilhá-la com outras pessoas de suas redes sociais respectivas. Mas para que isso aconteca você precisa começar por quem você conhece.

Atingir o “Yes We Can”

Um belo exemplo, de campanha bem sucedida de crowdfunding, é a histórica campanha presidencial de Barack Obama em 2008. A história que inspirou dezenas de milhões a se envolverem pode ser resumida em três simples palavras — yes we can (sim nós podemos). Uma história sobre o poder, a esperança, mas também sobre ação coletiva.

Yes-We-Can

Tantas pessoas acreditaram nessa história que os recordes de captações de fundos foram ultrapassados na campanha de  Obama, que captou  750 milhões de dólares em um período de 21 meses. De acordo com os membros da campanha, mais do que 80% desses fundos veio sob forma de pequenas doações de menos de 200 dólares. Isso sim é uma massa engajada!

A maneira de contar sua “história” é muito importante. Sua habilidade a engajar sua massa será fortemente influenciada pelos pontos seguintes:

  • O que você está tentando realizar;
  • Porque eu deveria me interessar;
  • o que podemos alcançar juntos;
  • Porque minha participação é importante e como podemos atingir os outros juntos.

Geralmente,na política, histórias são do tipo “o que Eu posso fazer por Você” . Não existem histórias com o Nós. No entanto, crowdfunding se baseia em colaboração. O que motiva a ação é a sinergia que se estabelece  entre “líderes” e “seguidores”. Os membros da massa precisam realmente internalizar o mantra “yes we can” (sim nós podemos) realizar isso juntos.

Pensemos nisso desta forma:

Existe um momento em que os membros de suas redes, começam a acreditar que o seu projeto irá ser realizado, graças a ação coletiva deles. Ao perceberem que podem realmente realizar algo juntos, a participação aumenta.

Chegar lá envolve uma mistura de objetivos comuns e entusiasmo compartilhado. Acontece quando sua história de ações coletivas começa ser tangível.

psicologicamente, isso surge por meio de 4 fases:

Fase 1: Eu quero VER isso se transformar em realidade.

Ao contar sua história deixe claro que contribuir pode levar a algo realizado graças a todos, visível pelos membros da massa, e que vai trazer orgulho a quem participou e fez isso tudo ser possível.

FASE 2: Eu vejo que os OUTROS estão se envolvendo.

Não basta contar um boa história e se dar por satisfeito. É necessário demostrar que outras pessoas também desejam ver esse projeto avançar e contribuem financeiramente para que isso aconteça, além de ajudarem a espalhar a notícia.

Fase 3: Faca com que eu sinta que minha contribuição faz uma diferença.

Para que as pessoas queiram participar, elas precisam sentir que realmente estão fazendo uma diferença significante ao contribuir com qualquer valor que seja.

Fase 4: Faça com que eu sinta que esse projeto irá inevitavelmente acontecer.

Algumas pessoas que ainda não tinham decidido se contribuiriam ou não, terão tendência a participar, unicamente quando sentirem que tantas pessoas se envolveram que é inevitável que o projeto atinja a meta. Outras podem sentir que o fracasso é iminente e decidir contribuir, pois, poderiam estar alavancado o projeto, e indiretamente, fazendo com que atinja a meta.

Se conseguirmos juntos levar o público a atingir a fase 4, o mais provável é que seu projeto atinja a meta. Lembre-se que o objetivo primeiro de toda campanha de crowdfunding não é o dinheiro, mas sim o fato de inspirar uma massa de pessoas e motivá-las a participar coletivamente. Ou seja, quanto mais pessoas compartilharem e/ou contribuírem, e por consequência, quanto mais pessoas subirem a bordo, mais chances você terá de atingir sua meta.

Esperamos que estes conselhos sejam úteis para você.

Boa sorte!

Veja também:

– A Estátua da Liberdade e o crowdfunding

– O Redentor existe graças ao crowdfunding

 

Etiquetado , , , , ,

Música e internet (parte 2)

Mais alguns sites interessantes para quem gosta de música ou trabalha com música!

Por ordem alfabética:

(clique nos logos respectivos para acessar os sites)

Screen shot 2013-08-01 at 6.23.53 PMRádios para escutar.

Screen shot 2013-08-02 at 12.13.14 PMSom alienígenas gratuitos para o seu celular ou para suas músicas e composições.

Screen shot 2013-08-01 at 5.52.30 AMUm site para seu podcast, ou para descobrir novas rádios e outros podcasts.

Screen shot 2013-08-01 at 6.26.12 PMBateria digital online. Brinque o quanto quiser… ( muito bom para despertar interesse por música nas crianças)

Screen shot 2013-08-01 at 5.52.21 AMSuba suas músicas no Grooveshark e descubra outros artistas.

 Screen shot 2013-08-01 at 6.23.06 PM      Revista musical online.

Screen shot 2013-08-02 at 11.53.55 AMSite canadense com feed de músicas diversas.

Screen shot 2013-08-01 at 6.22.33 PMUm site com todo tipo de música Indie.

Screen shot 2013-08-01 at 6.23.33 PMSite francês para compartilhar e descobrir novas músicas.

Screen shot 2013-08-02 at 12.16.09 PMComponha toques para seu celular gracas a esta bizarra invenção…

Screen shot 2013-08-01 at 6.31.17 PMUm site interessante para criar e compartilhar áudio playlists extraídas de vídeos Youtube.

Screen shot 2013-08-01 at 5.52.51 AMEscreva o nome de uma artista e deixe o mapa da música fazer o resto…

Screen shot 2013-08-01 at 5.53.20 AMPorque é que a música é importante para você?

Screen shot 2013-08-01 at 5.53.32 AMVídeos de música…

Screen shot 2013-08-01 at 5.53.03 AMUm site dinamarquês para quem precisa encontrar uma música para um filme ou para um vídeo, trabalhos, etc…

Screen shot 2013-08-02 at 12.23.49 PMRemixes musicais…

Screen shot 2013-08-02 at 12.01.48 PMBrinque com esse piano atípico.

Screen shot 2013-08-02 at 12.11.21 PMDivirta-se com um dos mais famosos personagens da saga Star Wars.

Screen shot 2013-08-01 at 6.30.37 PMAcesse e brinque a vontade (Para adultos e crianças).

Screen shot 2013-08-01 at 5.53.52 AMOuça rádios e música variadas…

Screen shot 2013-08-01 at 6.27.15 PMMilhões de músicas, basta procurar…

Screen shot 2013-08-01 at 5.53.10 AMArtigos sobre música e outras coisas…

Screen shot 2013-08-01 at 6.26.49 PMEscolha uma música qualquer e obtenha um remix dubstep graças a este site.

Veja também:

– Música e internet (parte 1)

Em breve a terceira parte…

Etiquetado , , , , , , ,

Dicas para sua campanha de Crowdfunding

Se precisa de fundos para tirar sua ideia do papel o crowdfunding é uma alternativa inovadora que está ao alcance de todos!

Porque nem todos temos a sorte de ter um banco que perceba nossas necessidades e esteja pronto a investir em nossos projetos, e pela questão da diminuição dos incentivos culturais (para não dizer o corte), surge o crowdfunding cultural.

De facto, as mídias sociais estão mudando muito mais do que simplesmente a maneira de se distribuir e comunicar: estão também mudando a maneira como captamos recursos!

Como funciona o crowdfunding?

Geralmente é necessário ter uma ideia ou objetivo, definir uma meta financeira e um prazo de captação. A meta total precisa ser atingida no prazo definido ou a totalidade dos fundos terá que ser devolvida aos respectivos mecenas.

Isso acontece por uma questão de credibilidade: se uma pessoa pede 10.000 Euros para fazer um evento, supõe se que poderá realizar o evento unicamente caso tiver todos fundos que pede no seu orçamento. Desta forma também todos os mecenas estão protegidos e tem a certeza que caso o projeto não for acontecer, eles poderão reaver suas respectivas contribuições.

No site Zarpante por exemplo, também é assim para a maioria dos projetos, mas no caso de projetos sociais é possível inscrevê-los sem prazo para o fim da captação, e se mesmo assim o responsável pelo projeto preferir definir um prazo de captação, pode ter a certeza que ficará com a totalidade dos fundos captados mesmo que não atinja a meta! Isso porque consideramos que para projetos sociais toda ajuda é importante, e principalmente, pode ser utilizada no âmbito de ajudar uma causa social.

A questão é a seguinte: no meio de tanta concorrência, como destacar seu projeto e fazer com que as pessoas contribuam?

Para atrair a atenção de potenciais contribuintes é necessário se diferenciar, envolver sua rede social (familiares, amigos, fãs, seguidores no twitter, facebook, etc) e concretizar convidando o público a apoiar seu projeto.

capturando

Seguem abaixo algumas dicas:

– 1: Defina seu(s) público(s) alvo(s)

Definir e comunicar directamente com seu público alvo é uma das chaves para um projeto bem sucedido.

O primeiro público alvo é constituído por seus fãs, seus amigos familiares etc… Estas são as pessoas que vão contribuir para seu projeto porque tem algum laço directo com você ou porque acompanham e apreciam seu trabalho de modo geral.

Por outro lado, se por exemplo seu projeto é um livro, um vídeo, uma peça de teatro… sobre alguma personalidade ou sobre alguma temática específica, você terá também que preparar uma divulgação direccionada a esta parte do público que poderia potencialmente contribuir para seu projeto.

Focalize em temáticas bem específicas e procure os grupos de pessoas que se interessam por esta temática… Uma boa parte das captações  bem sucedidas por meio de crowdfunding foram direccionadas a nichos bem específicos. Esses nichos podem ser definidos por situação geográfica, por religião, por interesses ou causas comuns, e diversas outras variantes.

A música e o audiovisual são duas temáticas que atraem bastante atenção também…

Por outro lado, mesmo que seu projeto seja puramente cultural, adicionar um lado social pode atrair ainda mais simpatizantes. Suponhamos que seu projeto consista em captar fundos para ir estudar o samba no Brasil ou para estudar mais sobre as percussões angolanas, etc… Não apresente seu projeto dessa forma porque as pessoas vão achar que você quer os fundos para sair de férias. Mesmo as pessoas que acreditarem que você vai utilizar os fundos captados para realmente estudar, se sentirão mais atraídas por seu projeto e sentirão-se mais seguras para contribuir, se souberem que quando você voltar ao seu país, irá compartilhar o que aprendeu sobre forma de workshops, podendo assim inclusive ajudar comunidades carentes a receberem uma aula musical qualitativa.

– 2: Planejamento é essencial!

Planejar com antecedência é muito importante. Uma campanha de crowdfunding passa muito rápido.

A maioria das contribuições para projetos de financiamento colectivo acontece no começo e no fim da campanha! Faz sentido: as pessoas sentem-se mais atraídas por novidades ou por projetos próximos da meta financeira a ser atingida. O ideal é ter uma série de emails e actualizações preparados para o começo, a metade e o final de seu prazo, mantendo-o assim sempre activo. Quando receber contribuições para o seu projeto agradeça o quanto antes os mecenas (mesmo que seja com emails pré-escritos onde você muda apenas o destinatário). Zarpante agradece por email cada uma das contribuições recebidas mas ainda assim as pessoas apreciam receber um agradecimento vindo directamente do responsável pelo projeto.

Lembre-se:

– Receber a “primeira onda”de contribuições (vinda de seus amigos, familiares, redes sociais…) é essencial! Quanto mais rápido conseguir apoios no começo de seu projeto, mais pessoas serão atraídas e por consequência poderão contribuir.

– Quando chegar a metade de seu prazo, a tendência é que o movimento diminua, por isso mantenha-o activo actualizando com vídeos, textos, fotos, etc…

Captura de Tela 2013-06-07 às 01.37.20

– 3: Demonstre e transmita amor pelo seu projeto.

 “A primeira impressão é a que fica.”

Esse ditado popular se aplica ainda mais no caso do crowdfunding: fazer uma primeira boa impressão é muito importante ao inscrever seu projeto, afinal ele estará disputando essa atenção entre distintos projetos no próprio site de crowdfunding.

Escolha um bom nome de projeto, gráficos  atraentes, e uma descrição clara: é muito importante preparar isso cuidadosamente.

Criar um nome atrativo, adicionar belas imagens, e uma boa descrição irá ajudar seu projeto a se diferenciar. O vídeo também é imprescindível. Clique aqui e veja dicas sobre o vídeo.

– 4: Mostre claramente como serão utilizados os fundos que receber.

As pessoas querem apostar em um plano estruturado e sustentável!

Não basta ter uma boa ideia, as pessoas precisam ter a certeza que sabe o que fazer com os fundos e que tem um projeto estruturado de A a Z. Zarpante sugere que para cada projeto seja dada uma explicação detalhada de como irá utilizar as contribuições recebidas. Quanto mais transparente e detalhado for seu orçamento, melhor. Dessa forma poderá dar credibilidade ao seu projeto e as pessoas se sentirão mais tranquilas para contribuir.

– 5: Alavanque suas redes sociais .

Tenha em mente que boa parte de seu público pode não estar familiarizado com o crowdfunding. Será provavelmente necessário que utilize redes sociais, email marketing e outras ferramentas de comunicação para direccionar seu público ao seu projeto no site de crowdfunding.

Tenha uma lista de emails de pessoas seleccionadas para quem enviará artigos ou mensagens sobre seu projeto. Utilize também o Facebook, o Twitter e toda e qualquer rede social que já costume utilizar. Não esqueça de divulgar seu projeto off-line também! Quanto mais espalhar a notícia melhor!

Lembre-se: criar uma lista extensa de contactos e de público nas redes sociais pode representar meio caminho andado.

– 6: “Mais vale um pássaro na mão do que dois voando”.

Seu projeto tem uma chance maior de atingir a meta financeira caso você o dividir em vários projetos menores.

Suponhamos que queira gravar um clipe por exemplo: pode por exemplo dividir seu projeto em três etapas: filmagem, edição, e distribuição. Paço a paço chega-se lá!

Captura de Tela 2013-06-07 às 16.05.43
Transforme seu projeto completo em vários projetos menores com metas acessíveis.
As pessoas gostam de sentir que ao contribuir estarão fazendo uma diferença: 50 Euros representam uma contribuição tangível quando a meta financeira é de 1000 Euros. No entanto, 50 Euros podem parecer não fazer uma grande diferença se a meta financeira a ser atingida for de 10.000 Euros.
Metas financeiras menores parecem mais facilmente atingíveis e desta forma as pessoas  contribuirão pois gostam de sentir que fazem parte de um time vencedor!

– 7: Ofereça recompensas atractivas.

Criatividade é essencial ao pensar nas recompensas que vai oferecer para quem contribuir para seu projeto.

Um exemplo interessante é o de um projeto de quadrinhos que ocorreu nos Estados Unidos. O responsável pelo projeto oferecia o primeiro capítulo do quadrinho em PDF para todas as pessoas que contribuíssem com um dólar. Além disso, pensou em algo que sempre sugerimos às pessoas que contactam Zarpante: incluir o público no processo criativo!

Cada pessoa que apoiasse com o valor de 1000 Dólares teria um personagem inspirado em si que faria parte da revista de quadrinhos. O público aderiu e 4 pessoas pagaram cada uma o valor de 1000 dólares para que seus nomes fossem imortalizados em forma de personagens de quadrinho.

Seja criativo, pense em recompensas exclusivas, diferenciadas, e principalmente, ponha-se no lugar do possível mecenas. O que você gostaria de ganhar caso contribuísse com o valor x? Você acha mesmo que alguém vai se interessar em contribuir com 100 euros para receber 20 chaveiros com o nome do projeto?!

Tenha também a certeza que poderá cumprir com suas promessas! Trata-se de crowdfunding e não de política…

De forma geral:

Uma campanha de crowdfunding requer entusiasmo, estratégia e  planos executáveis para ser bem sucedida. Os projetos recebem mais visitas no começo e no fim da campanha mas nem por isso você deve estremecer na fase intermediaria ou deixar de publicar e divulgar seu projeto para que possa atingir seus objectivos!
Por hoje é só mas curta a página Dicas sobre Crowdfunding  para ter acesso a mais dicas!

Também sobre o tema do Crowdfunding:

– Evolução da procura pelo crowdfunding

– Crowdfunding = trabalho (+) atitude (+) perseverança (-) braços cruzados.

– Como melhorar seus vídeos!

Etiquetado , , , , , , , , , , , ,

Dicas para o vídeo de seu projeto de crowdfunding

Muitas pessoas tem nos perguntado se é importante ou não ter um vídeo para apresentar um projeto de crowdfunding.

1358931577_475549051_1-Fotos-de--Camera-de-Video-Profissional-canon-xl2-completa

A resposta é sim! Basta dizer que os projetos sem vídeo representam apenas 30% da totalidade dos projetos de crowdfunding apoiados até agora.

Por isso resolvemos dar 5 dicas sobre como criar um vídeo para divulgar seu projeto de crowdfunding!

1.     Uma boa qualidade de vídeo e de áudio faz uma bela diferença. Ainda que um vídeo de crowdfunding possa ser feito por iPhone ou com uma câmara qualquer, é preciso ter certeza que a iluminação seja suficiente e o áudio seja de qualidade.

Gravar um vídeo em um quarto bem iluminado ou ao céu aberto, facilita a questão da iluminação. Quanto ao som, se estiver gravando com um telefone, fale alto, de forma clara e não se aproxime ou distancie muito do aparelho. Grave e escute um trecho. Se o som estiver muito distante ou se tiver picos e “Pops”ao pronunciar a letra p, faca tudo de novo. Preste atençnao também em evitar os ecos. Filmando ao ar livre isso não deveria ser um problema mas filmando em interiores como por exemplo quartos revestidos de madeira você terá problemas.Experimente e você encontrará o lugar perfeito para filmar seu vídeo.

2.    Estruture o vídeo com antecedência. Pessoas acostumadas a falar na frente de muitas outras, fazer discursos, atores etc já sabem como falar na frente de uma câmara mas para muitos isso pode revelar-se traumatizante. Para evitar desastres escreva um script e tente segui-lo. Ao escrevê-lo pense na maneira como um jornalista conta uma história. Conte “quem”, “oque”, “quando”, “onde”, “Porque”.

Além disso:

A-     Conte a história ( como surgiu esse projeto, de que se trata…).
B-     Fale sobre as recompensas.
C-    Dê uma razão às pessoas para que sejam embaladas por seu projeto.

D-   Seja inovador, criativo, e o mais lúdico possível mas transmita de forma clara sua mensagem..

E- Termine pedindo claramente a contribuição e agradeça.

3.     Fale somente sobre uma ou duas das recompensas previstas. As pessoas não desejam ouvir uma enumeração de todas as recompensas que oferece em seu projeto. Destaque algumas das melhores recompensas previstas. Escolha algumas previstas para valores baixos outras para médios e algumas para valores maiores. Lembre ao público que outras recompensas podem ser vista no site de crowdfunding. Mostre no vídeo o quão entusiasmado essas recompensas lhe deixam para contagiar as pessoas que assistirem seu teaser e animá-las também

4.   Pense em preparar ou em ir fazendo pouco a pouco actualizações de seu projeto  e adicione novos vídeos. Um projeto de crowdfunding deveria ser actualizado constantemente. Adicione por exemplo recompensas e crie uma oferta especial e exclusiva para as tantas primeiras pessoas que contribuírem… Considere fazer vídeos para divulgar essas evoluções do projeto. Esses vídeos vão atrair olhares para seu projeto além de serem vistos e compartilhados em diversas redes sociais.

Os vídeos de actualização são também muito bons para simplesmente manter o público atualizado sobre o andamento de seu projeto: já foram gravadas as cenas do filme ou já foi gravada tal música do CD, etc…

Nos últimos dias de captação um vídeo de actualização bem feito pode captar a atenção que falta para que seu projeto atinja a meta.

5.     Seu vídeo será curto e simples mas deve terminar com um forte impacto! Nada além de 3 minutos a não ser que seja absolutamente necessário. Os últimos 15 segundos serão ser reservados para que peça claramente o apoio financeiro do público, além de explicar a importância de ajudar a  divulgar o projeto. Isso deverá ser dito de forma clara e bem pensada para transmitir uma sensação de urgência que levará o público a agir.

Um final ruim de vídeo:  “Obrigado pela sua atenção e por assistir ao meu vídeo.”

Um bom final de vídeo:    “Temos somente 30 dias para captar 10.000Euros, precisamos de sua ajuda sem mais tardar!

Contribua hoje mesmo e lembre-se: é muito importante que nos ajude a divulgar o projeto para que juntos possamos todos atingir a meta. Obrigado por nos ajudar a fazer do nosso sonho realidade! Acesse já o Zarpante.com e descubra as recompensas exclusivas previstas para quem contribuir.”

Bem estas são apenas algumas dicas para que juntos possamos atingir a meta de cada um de seus projetos criativos, culturais ou sociais. Caso não tiver tempo, paciência ou coragem para gravar um vídeo desses para apresentar seu projeto ao mundo por meio de Zarpante, pode também contar com a Linha Audiovisual Zarpante para que seu vídeo seja feito profissionalmente por um preço competitivo! Por favor, clique aqui para saber mais!

Também sobre o tema do Crowdfunding:

– Dicas para sua campanha de Crowdfunding.

– Crowdfunding = trabalho (+) atitude (+) perseverança (-) braços cruzados.

– Como melhorar seus vídeos!

Etiquetado , , , ,

Mulheres e crowdfunding

Pode parecer machista mas infelizmente, muitas vezes ainda é verdade: mulheres, tem tendência a lançar seus projectos com menos fundos que os homens. Muitas vezes, uma mulher, com a mesma ideia criativa que um homem, tem que lutar duas vezes mais para conseguir o patrocínio necessário para tirar do papel essa ideia.

Por outro lado, as mulheres se encaixam perfeitamente com o perfil de quem pode e deveria recorrer ao crowdfunding:

– são naturalmente eficazes na hora de estabelecer relações e tecer redes de contacto.

– Cada vez mais mulheres utilizam as redes sociais para dar visibilidade a seus trabalhos e encontrar público, potenciais clientes ou patrocinadores. Muitas mulheres utilizam as redes sociais e redes de apoio da internet, para compartilhar dicas, esclarecer dúvidas, e elevar o animo!

Captar fundos por crowdfunding, é uma forma de utilizar positivamente essas redes sociais, permitindo que as pessoas mobilizem suas redes pré-estabelecidas.

Para senhoritas criativas (e para  rapazes também) que quiserem lançar um projecto de financiamento colectivo, Zarpante preparou 4 dicas:

Impulsione o processo:  As pessoas tem tendência em achar que basta ter uma boa ideia ou muito talento para atrair o interesse do público. A verdade é que em um mundo cada vez mais competitivo e cheio de opções variadas é necessário mais que isso para captar realmente a atenção do público.

É necessário mostrar que seu projecto merece ser apoiado, e a melhor maneira de  mostrá-lo é tendo pessoas que já acreditam em você e apoiam a sua campanha de crowdfunding. Antes de lançar sua campanha avise seus amigos e familiares e faça com que percebam que conta com o apoio activo deles para que sua captação seja bem sucedida.

Estabeleça uma rede de contactos antes mesmo de iniciar seu projecto: Para ter uma campanha de crowdfunding bem sucedida você precisa conseguir o máximo possível de presença nas redes sociais. Muitos fãs de página Facebook, seguidores de Twitter, conexões Linkedin, e pessoas inscritas na sua rede de emails, para potencializar a viralidade de sua mensagem. Essas conexões online já o conhecem (mesmo que indirectamente), acreditam em si, e terão mais tendência que estranhos em investir no seu projecto. Eles também ajudam a disseminar o seu projeto falando sobre este e divulgando para amigos que divulgam para outros amigos e assim por diante…

Conte uma história entusiasmante: A “maça”financia quando sente uma conexão directa com uma ideia, com os valores pessoais e/ou sociais de um projecto. Estruture e transmita uma imagem clara de seu projecto, conte uma história envolvente. Utilize o vídeo, dois minutos são suficientes para criar uma conexão emocional! Compartilhe a sua paixão pelo seu projeto em todas as suas redes sociais sob forma de fotos, textos, vídeos, etc…

Ofereça recompensas tangíveis: Pense nas recompensas como uma maneira eficaz para converter o público em potenciais contribuições para seu projecto. As recompensas são serviços ou presentes exclusivos que você oferece para agradecer pelo apoio de cada pessoa. Prepare recompensas diferentes para cada valor de contribuição. Comece com somas menores como por exemplo 5 Euros e vá gradualmente subindo. Ofereça descontos em próximos eventos seus, faça uma pré-venda de seu disco, livro ou espectáculo.

Aproxime o público do processo criativo: muitas pessoas sentem curiosidade por diversos tipos de arte e pelo processo de criação de cada um. Convide um fã seu a participar de seu vídeo, de uma música, mostre como você compõe, filma ou pinta… Compartilhe seu saber por meio recompensas sob forma de workshops, aulas, etc..

Cloud 3

Em todo caso,  o crowdfunding veio para ficar e representa uma alternativa viável para o financiamento de novos projetos culturais, criativos ou sociais.

Não fique de fora desta inovação! Acesse agora mesmo o site Zarpante para saber mais e siga nossos posts aqui pelo Blog Zarpante

Poderão lhe interessar também:

– A poesia do Marinheiro

– Paz no Futebol

Dicas para o vídeo de seu projeto de crowdfunding.

– Dicas para sua campanha de Crowdfunding.

– Evolução da procura pelo crowdfunding

 

Etiquetado , , , , , , ,

Concursos criativos exclusivos

Este post vai para todos os criativos:

Fotógrafos, escritores, realizadores, músicos, estudantes, pintores, escultores…

Todo mundo vai querer descobrir a nossas dicas exclusivas de concursos criativos, editais, bolsas de estudo…!

Logo abaixo poderão encontrar as primeiras dicas.

Para receber o resto da lista, por favor, envie seu email para zarpante@gmail.com sob o assunto: concursos criativos pdf. Ou deixe seu email clicando aqui.

Dessa forma poderemos enviar a lista completa em formato pdf para seu email.

Prêmio Literário João José Cochofel:

 Este prêmio, promovido bianualmente pela Câmara Municipal de Coimbra, Portugal,recebe inscrições de obras nos gêneros poesia, ficção narrativa e ensaio até 30 de abril. O vencedor ganha 2 mil euros!

  Mais infos: Clique aqui

– Vila de Rei: Concurso Literário 2013

– Fundação selecciona artistas para residências em três países

divulgação

Espaço de exposição do MAMbo, um dos museus participantes

Foi lançado o edital da Bolsa Iberê Camargo de 2013, de residência artística. Serão selecionados projetos a serem realizados no MAMbo, em Bolonha (Itália), no CRAC, em Valparaíso (Chile) ou no Kiosko, em Santa Cruz de La Sierra (Bolívia).

Além da bolsa, a Fundação Iberê Camargo escolherá um artista para participar do Programa Artista Convidado do Ateliê de Gravura e produzir obras em metal na prensa que pertenceu a Iberê Camargo. Outros 10 selecionados ganharão destaque no site da instituição.

Os projetos podem ser encaminhados até 31 de julho pelo site da Bolsa Iberê Camargo 2013. As inscrições são gratuitas.

– Inscrições abertas para o Prêmio Sebrae Mulher de Negócios:

reprodução

O Prêmio SEBRAE Mulher de Negócios tem como objetivo identificar, selecionar e premiar os relatos de vida de mulheres empreendedoras de todo o país, as quais transformaram seus sonhos em realidade e cuja história de vida hoje é exemplo para outras que possuem o mesmo sonho.

Para concorrer ao prêmio, é necessário ter mais de 18 anos.

O prêmio é dividido em três categorias:

Pequenos Negócios: microempresas e empresas de pequeno porte, e que estejam estabelecidas formalmente há pelo menos um ano (data de abertura anterior a 01/03/2012, conforme consta no CNPJ);

Produtor Rural: mulheres que explorem atividades agrícolas, pecuárias e/ou pesqueiras nas quais não sejam alteradas a composição e as características do produto in natura, e que estejam estabelecidas formalmente á, no mínimo, um ano. (data de abertura anterior a 01/03/2012, conforme documento de registro legal pertinente: Inscrição Estadual de Produtor, ou Declaração de Aptidão ao PRONAF, (DAP) ou CNPJ, ou Registro no Ministério da Pesca);

Micro Empreendedor Individual: mulheres que trabalhem por conta própria que tenha seu empreendimento legalizado, com faturamento máximo anual de até R$ 60.000,00 por ano, e não tenham participação em outra empresa como sócias ou titulares, e tenham até um (a) empregado(a) contratado(a) que receba o salário mínimo, ou o piso da categoria. (data de abertura anterior a 01/03/ 2012, conforme consta no CNPJ).

As inscrições para 10ª edição do Prêmio seguem abertas até o dia 31 de julho pelo site oficial ou nos escritórios regionais do Sebrae-SP espalhados pelo Estado.

As vencedoras estaduais em cada categoria recebem troféu, certificado, selo de premiação e curso de empreendedorismo, além de irem a Brasília para disputarem a final nacional. Na segunda fase, as empreendedoras concorrem a uma viagem internacional.

Mais informações no site: www.mulherdenegocios.sebrae.com.br.

 

Veja também nosso Dicas Zarpante 02!

Etiquetado , , , , ,

Conselhos para um projeto de financiamento coletivo bem sucedido!

Hoje gostaríamos de compartilhar com nosso público algumas dicas para uma campanha de financiamento coletivo bem sucedida!

Para isso nos inspiramos em uma das maiores plataformas de crowdfunding americanas: O kickstarter!

O artigo em inglês vocês podem ler no link seguinte: The 6 Variables Behind a Kick-Ass Kickstarter Project ( um artigo escrito por Slava Menn, que conseguiu arrecadar aproximadamente 84000 dólares para o projeto dele! Nesse artigo ele nos fala de sua estratégia e do que fez funcionar seu projeto!

Nós separamos para vocês, cinco fatores determinantes para que um projeto de financiamento coletivo seja bem sucedido! Claro que essas regras não garantem que o projeto funcione mas ajudam e muito! São conselhos para que você coloque todas as chances de seu lado!

Sem esquecer que a campanha que poderá lançar, alem de ter por objetivo captar os fundos para seu projeto, serve também para lhe reaproximar de seus contactos perdidos de vista! Estar sempre se atualizando e mostrando que está na ativa, só pode fazer bem a seu trabalho!

1 Não perca a ocasião de dar uma boa primeira impressão.

Seu projeto é sua vitrine, faça o máximo para que simpatizem com seu projeto, colocando em valor suas competências e redigindo com carinho a apresentação de seu projeto. Não tenha medo de ser direto: diga porque precisa dos fundos, o que vai fazer com esses fundos, e qual será o resultado final concreto.

É importante seduzir seu público até porque a filosofia do financiamento coletivo ainda é pouco conhecida, mesmo que já existam plataformas como o kickstarter e Ulule que sejam cada vez mais conhecidas. O risco de ser considerado como spam logo no primeiro contacto é alto, por isso não hesite a enviar emails personalizados ( nada de copiar colar), explicando bem do que se trata e colocando um link que remeta a plataforma onde está seu projeto!

2 – Mobilize seus próximos e comece a divulgar seu trabalho ao seu redor!

Deve estar se perguntando qual o interesse de divulgar seu projeto na Internet, se for para solicitar sua família ou seus amigos. A razão é simples: Os internautas apoiam projetos que funcionam! Quando estudamos as estatísticas do site americano Kickstarter, aprendemos que 43% dos projetos na plataforma são bem sucedidos, mas principalmente, que 21% dos projetos não recebe sequer uma contribuição! Olhando mais de perto, constatamos que as chances de um projeto ser bem sucedido sobem para 52% quando ele já recebeu ao menos uma contribuição,  e para 90% quando atinge os 30% de sua meta!

A força das plataformas de financiamento coletivo é a de se apoiar na potencialidade das redes sociais próximas mais próximas do artista, podendo em seguida alargar esse primeiro circulo de participantes ( amigos, família,etc).

Mesmo na era do numérico e do digital, as relações humanas continuam sendo  tão importantes quanto antes! Conhecer o gosto de nossos próximos, suas opiniões, beneficiar de suas relações, será sempre mais eficaz que listas selvagens de mailing! Como convencer desconhecidos se nossos amigos e familiares não demonstram confiança em nosso trabalho?!

É uma verdadeira alavanca! E ainda é verdade ainda que  a  Internet esteja mudando pouco a pouco as coisas! Mas não vá imaginar que basta colocar seu projeto em uma plataforma e pronto! Guarde em mente que se trata de uma campanha, e que é necessário informar, dar vontade de conhecer, responder as perguntas, e principalmente se investir!

3 –  Não tenha medo de ser criativo…

Será necessário estabelecer uma estratégia que possa atrair a atenção dos internautas, mas principalmente, que dê vontade de acompanhar e contribuir para seu projeto! O êxito do projeto passa tanto por uma mensagem bem escrita, quanto por uma história que o internauta aprecie, e por recompensas que o mecenas tenha vontade de ter, pois aprecia o trabalho do artista.

É muito importante ir além de uma simples relação virtual! Para isso é necessário suscitar o interesse sendo atrativo. As ideias mais simples e  mais próximas do internauta são muitas vezes as melhores…

Isso passa por um vídeo, que aproxima, despe o responsavel pelo projeto ou mostra simplesmente sua ambição, sua motivação e seu compromisso com o projeto!

Proponha recompensas atraentes: seja audacioso! A base da inspiração, não é segredo para ninguém, é o que os outros fazem. Por isso não hesite em surfar nos sites de financiamento coletivo, mesmo que sejam dedicados a outros assuntos que arte e cultura, para ver o que funciona ou não! Mini produtos, produtos autografados, workshops, encontros, possibilidade de acompanhar o processo criativo, etc… São inúmeras as possibilidades, então ponha-se no  lugar do internauta, e pense no que gostaria de receber como recompensa caso contribuísse para um projeto.

Na fotografia por exemplo, existe uma grande vontade de aprender os métodos criativos! Ofereça a possibilidade aos internautas, de acompanharem seu processo criativo, ou de receberem dicas ou cursos sobre como você trabalha. Dessa forma você estará aumentando bastante as possibilidades de atrair pessoas que contribuirão para seu projeto!

4 – Toda campanha de financiamento coletivo é uma maratona!

É necessário seguir, alimentar, responder as perguntas sobre seu projeto,não ter medo de recontactar, conseguir atingir diferentes círculos, tendo uma atenção toda especial para seus amigos e familiares, que são  a verdadeira base de lançamento do foguete! Não tenha medo de comunicar, de se investir, e de solicitar os seus contactos por meio de redes sociais e de emailing (que será sua melhor arma).

5 – Seja positivo!

Agradeça o quanto puder e não esqueça que nada está terminado enquanto seu prazo não chegar ao fim! Ainda que não acreditemos em magia, tudo funciona bem melhor quando damos um pouco para receber em troca (parece cliché mas reflete bem a mentalidade necessária)! O mais importante é estar presente, mostrar que o projeto é seu xodó, e que não está unicamente aqui para arrecadar fundos, mas também para tentar interessar pessoas pelo seu trabalho, sem nunca negligenciar essa aventura humana!

Etiquetado , , , , , , , ,
%d blogueiros gostam disto: