Arquivo da categoria: Timor!

Mais um jornal interessado por crowdfunding

Mais um jornal português demonstra interesse pelo crowdfunding! Como não poderia deixar de ser, falou-se de Zarpante!

Vejam abaixo o parágrafo que nos diz respeito na interessante matéria do jornal Negócios:

Screen Shot 2014-02-01 at 15.30.32Screen Shot 2014-02-01 at 15.26.46

Etiquetado , , , , , , , ,

Ditados populares

Queremos descobrir os ditados populares de cada um dos países lusófonos! Contamos com cada um de nossos leitores para enviar-nos ditos populares, nacionais, regionais ou locais de seus países.

Por hora, ponham suas barbas de molho e descubram alguns ditos populares!

Screen Shot 2014-01-30 at 19.44.49

Começaremos com alguns ditos brasileiros: afinal a Copa do Mundo está chegando e nenhum dos turistas que vai visitar o Brasil quer pagar o pato!

pagar-opato

Aproveitamos para perguntar se esses ditos são utilizados em outros países lusófonos.

o1. Se o gato não come o bife, ou o gato não é gato, ou o bife não é bife.

02. Touro em pasto alheio é vaca.

03. Se os “ses” fossem feijões, ninguém morria de fome.

04. Se sabes o que eu sei, cala-te que eu me calarei.

05. Sempre existe um chinelo velho para um pé torto.

06. Se Deus o marcou, defeito lhe achou.

07. Se em terra entra a gaivota é porque o mar a enxota.
08. Se Maomé não vai até a montanha,a montanha vai até Maomé.
09. Se não tens o que gostas, gosta do que tens.
10. Se o trabalho dá saúde, que trabalhem os doentes.
11. Só trabalha quem não sabe fazer mais nada.
12. Semeia e cria, (viverás com|terás)alegria.
13. Tempo é dinheiro.
14. Todo o homem tem o seu preço.
15. Todo o burro come palha, a questão é saber dar.
16. Trabalhando só pelos bens materiais construímos nós mesmos nossa prisão.
17.  Trabalhar para aquecer, é melhor que morrer de frio.
18. Trabalho de menino é pouco, quem não o aproveita é louco.
19. Vamos em frente que atrás vem gente.
20. Sempre se espera pela pior figura.
21. Tudo vale a pena quando a alma não é pequena.
22. Sentir-se como peixe fora d’água.
23. Uma andorinha só não faz verão
24. Ser mãe é padecer no paraíso.
25. Tal pai, tal filho.
26. Sou homem e tudo o que é humano me diz respeito
27. Só a morte não tem remédio
28. Sol e chuva, casamento de viúva.
29. Um burro carregado de livros não é doutor
30. Um olho no burro e outro no cigano
31. Um homem prevenido vale por dois.
32. Tanto é ladrão o que vai à vinha como o que fica à porta.
33. Traste que não parece com o dono é furtado.
34. Só vemos os argueiros nos olhos dos outros.
35. Toda brincadeira tem sempre um pouco de verdade.
36. Todos os caminhos vão dar a Roma.
37. Um dia da caça, o outro do caçador.
38. Camarão que dorme a onda leva.
39. Trigo e gratidão só crescem em boa terra e em boa alma.
40. Tristezas não pagam dívidas.
41. Tudo que não mata engorda.
42. Tudo se perdeu.
43. Um gambá cheira o outro.
44. Um é pouco, dois é bom, três é demais.
45. Uma desgraça nunca vem só.
46. Vozes de burro não chegam aos céus.
47. Zebra sem lista é cavalo.
48. Você levou gato por lebre.
49. Uma mão lava a outra e ambas lavam a cara.
50. Viver é como desenhar sem borracha.
51. Vassoura nova é que varre bem.
52. Uma mão lava a outra.
53. Velhos são os trapos.
54. Vaso ruim não quebra.
55. Vai muito do dizer ao fazer.
56. Vão-se os anéis e ficam-se os dedos
57. Zangam-se as comadres, descobrem-se as verdades.
58. Voz do povo é voz de Deus.
Etiquetado , , , , , ,

O Crowdfunding mais uma vez nas páginas do Público

Um artigo de um dos diretores de Zarpante publicado pelo Jornal Público!

Capture d’écran 2014-01-14 à 14.48.48


Crowdfunding
, um meio eficiente para diminuir o risco da produção artística e cultural

HENRIQUE MORETZSOHN DE ANDRADE

20/12/2013 – 00:30

crowdfunding (ou financiamento participativo) surge como uma ferramenta para limitar os riscos inerentes à produção.

Num mundo cada vez mais interligado e globalizado, é normal que a oferta artística e cultural seja cada vez maior e que, por consequência, a concorrência por alguns minutos de visibilidade também seja mais aguerrida.

Trata-se de ganhar a atenção do público dividido entre milhares de outros projectos. Para isso, não há segredo: talento é importante, porém o investimento é imprescindível.

Nesse sentido, a tarefa dos produtores artísticos e culturais requer um apoio financeiro crescente. Esse suporte financeiro é um risco que até hoje sempre foi da responsabilidade exclusiva do produtor e/ou do artista.

Cansados de correr esse risco e de perderem dinheiro a cada empreitada, os produtores encontraram uma “fórmula mágica” para não perderem mais as suas apostas: homogeneizar a oferta artística e cultural, utilizando massivamente os media para habituar e adaptar o público a consumir sempre as mesmas coisas.

Produzir um concerto, um livro, um filme, uma peça de teatro… requer não somente fundos como principalmente público. Ora o crowdfunding (ou financiamento participativo) surge como uma ferramenta para limitar os riscos inerentes à produção.

Ao utilizar o crowdfunding como um sistema de pré-venda, o produtor passa a ter um termómetro do interesse pelo seu projeto e, paralelamente, conquistar visibilidade, público, e apoios financeiros.

Suponhamos que um produtor queira lançar um álbum de um novo talento. Os cálculos do produtor indicam que para a gravação do disco ele vai precisar do valor X e que a partir de um certo número de discos vendidos ele começará a ter lucro.

Graças ao crowdfunding, esse produtor não precisa mais de fazer uma aposta de olhos vendados e pode utilizar a sua campanha de crowdfunding como o primeiro passo da produção que irá provar que realmente existe público para esse álbum e que por consequência valerá a pena investir neste trabalho.

Há que lembrar que o produtor estará compartilhando os riscos mas que os direitos autorais permanecerão intactos.

Produtores e artistas confirmados também encontrarão caminhos interessantes graças ao crowdfunding. Porque muito além de ser uma simples ferramenta de captação, o crowdfunding deve ser visto como uma oportunidade única para aumentar e fidelizar o seu público, estabelecendo com este uma relação mais interativa.

Seja na área do jornalismo ou da cultura, se o público hoje não deseja mais ser um consumidor passivo, utilize o crowdfunding e a Internet para que seus fãs tenham um verdadeiro papel na sua estratégia. A melhor ferramenta de marketing, de divulgação, de financiamento é o seu próprio público.

Levando em conta a forte expansão do crowdfunding, a nível mundial, plataformas de crowdfunding vêm estabelecendo parcerias estratégicas com produtores artísticos e culturais, bancos e outras entidades.

Director da Zarpante, Plataforma de Crowdfunding

Fonte: http://www.publico.pt/cultura/noticia/crowdfunding-um-meio-eficiente-para-diminuir-o-risco-da-producao-artistica-e-cultural-1616916

Etiquetado , , , , , , , , , , , , ,

Votação encerrada!

A votação para a escolha do tema do próximo Podcast Zarpante está terminada e o tema escolhido pela maioria de vocês foi o Reggae dos países de língua portuguesa!

reggae

Estamos agora preparando o Podcast e contamos com a ajuda de todos para descobrir artistas reggae de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique… Enviem suas sugestões ou suas próprias músicas para zarpante@gmail.com (formato mp3 /320kbps).

Para quem já está curioso, ai vai um aperitivo do que poderão encontrar no Podcast Zarpante (Reggae):

E agora, sem mais espera, ouçam o Podcast Zarpante 023!

Está no Ar para quem quiser escutar e compartilhar as boas vibrações! Basta clicar no link abaixo e curtir a viagem.
https://zarpante.wordpress.com/2013/11/30/podcast-zarpante-023-especial-reggae/

Etiquetado , , , , , ,

A capital francesa acolhe o cinema lusófono

Do 8 ao 10 de novembro de 2013, Paris acolhe o Festival FESTAFILM e seus filmes lusófonos!

Quem não estiver em Paris poderá conhecer alguns dos filmes pelo nosso blog, mas quem estiver em Paris não pode perder este evento que além de filmes ainda conta com uma palestra, muita música ao vivo e inclusive exposições de artes plásticas!

Conheçam abaixo alguns dos filmes que estarão em cartaz

– O Documentário
MORNA BLUES – Cesária Évora – Anaïs PROSAïC et Eric MULET – 50ʼ – France

Screen shot 2013-11-06 at 4.41.48 PMO sucesso internacional de Cesária Évora colocou no panorama musical do mundo as melodias dilacerantes da morna. Este filme feito de ritmos que requebrantes, é a própria imagem de Cesária : generosa e secreta. Por muito tempo “a diva de pés nus” cantou para os freqüentadores dos bares de Mindelo, em troca de uma bebida ou de dinheiro. Neste documentário a personalidade misteriosa de Cesária    é mostrada em seu quotidiano. Cesária Évora parece levar o destino trágico de seu país, onde por trás das danças e melodias, escutamos textos de séculos de sofrimento e luta …

– E os Curtas:
LANDAU 66 – Fernando SANCHES – 12min -Brasil

“O que o diabo faz quando está de saco cheio?” Dois jovens tentam achar uma resposta para essa e outras perguntas em uma noite chuvosa dentro de um Landau 1966, com a incômoda presença de um carona no banco de trás.

BLACKOUT – Daniel REZENDE – 10min- Brasil

Um assessor e um suplente parlamentar resolvem fumar um baseado numa sala em reforma da Assembléia Legislativa. O que era pra ser um momento de relax , vira uma constante sucessão de revelações e surpresas que pioram a cada segundo.

ILUMINADOS Daniel de ALEMAR, 17′, São Paulo – Brasil

Screen shot 2013-11-06 at 4.51.19 PMUm blecaute quebra a rotina noturna de um casal.

DINA de Mickey FONSECA, 23 min, Maputo – Moçambique.

Quando Dina, a sua filha de 14 anos engravida, Fauzia compreende que a violência de Remane, seu esposo, atingiu novos limites. Com a mãe hospitalizada depois de uma terrível cena de violência física, Dina convence-a a denunciar Remane à Polícia.

E o melhor de tudo é que nós sequer desvendamos todos os filmes que serão apresentados durante o Festival!

Zarpante acompanha de perto a Lusofonia e suas viagens por terras estrangeiras. Os brasileiros, angolanos, moçambicanos, e lusófonos, de maneira geral, deveriam prestigiar esse evento que vai “matar algumas saudades de casa”!

Clique aqui para Infos completas em francês

Etiquetado , , , , , , , , , ,

FESTAFILM sur Paris

Du 8 au 10 novembre 2013 ne ratez pas le premier volet du FESTAFILM sur Paris!

Screen shot 2013-11-05 at 6.30.02 PM

Lisez en dessous une présentation du Festival préparée par les responsables:

“Depuis 2008, le FESTAFILM festival du cinéma lusophone et francophone a pris ses quartiers à Montpellier. Cette année il s’invite aussi à Paris.
Un festival dont les objectifs sont de promouvoir la culture lusophone par le biais du cinéma et de créer des contacts entre francophones et lusophones à travers le cinéma. Nous souhaitons aussi développer et mettre en place une approche pédagogique, ludique et artistique des divers aspects de la profession cinématographique.”

“CRÉER, ÉCHANGER, COMPRENDRE, voilà les maîtres mots du festival. Une rencontre cinématographique entre les caméras luso- phones et francophones. Un lieu d’échange, de débat, de confrontation avec, pour nerf central, l’amour du cinéma, des cinémas ; un lieu où lusophonie et francophonie pour- raient communier devant les écrans noirs.”

Screen shot 2013-11-05 at 6.29.26 PM

Voilà l’aventure à laquelle La maison du Portugal et l’équipe du Festafilm vous convieront du 8 au 10 novembre à Paris avec le soutien de l’Institut Camoes, la CIC Iberbanco, Cap Magellan et Lusojornal.

Pour ce qui est de la programmation:

Screen shot 2013-11-05 at 6.30.15 PM

Etiquetado , , , , , , , , , , , ,

Uma playlist em homenagem aos que se foram

O Podcast Zarpante do mês de outubro vai homenagear os cantores oriundos de países de língua portuguesa, que partiram desta para uma melhor!

lu

Vejam abaixo a playlist Youtube que criamos para reunir músicas de cantores lusófonos falecidos:

Contamos com a ajuda de todos vocês para que lembremos do máximo de nomes de grandes cantores da língua portuguesa, falecidos! Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe, Moçambique, Timor, e claro, Brasil e Portugal!

Bana, Cesária Evora, Marku Ribas, Vadú, Dicró, Zecax, Elis Regina, Adoniran e tantos outros…

Deixem suas dicas nos comentários deste artigo por favor! Quanto mais dicas legais nos deixarem, mais completo poderá ser nosso próximo Podcast Zarpante!

Etiquetado , , , , , , , , , ,

FESTLIP 2013: teatro das terras de língua portuguesa

Prestigie o teatro de língua portuguesa!

Screen shot 2013-08-22 at 1.09.55 PM

Programação do FESTLIP 2013:

Screen shot 2013-08-22 at 1.02.44 PM

Screen shot 2013-08-22 at 1.02.54 PM

“O FESTLIP chega a sua 5ª. Edição em 2013 consolidando o movimento pioneiro e de âmbito internacional criado em 2008, pela atriz e produtora Tânia Pires, de intercâmbio do teatro entre os 08 países da CPLP – Comunidade dos Países da Língua Portuguesa: Brasil, Portugal, Moçambique, Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Timor Leste e São Tomé e Príncipe , que envolve os 04 continentes.

Realizado pela TALU PRODUÇÕES é um iniciativa da sociedade civil, com grande importância no papel social, educacional e cultural do Brasil, país que hoje possui 80% dos falantes da nossa língua. O FESTLIP mobiliza todo o universo artístico da língua portuguesa, o que projeta e fortalece o nosso idioma, se valendo das características comuns e diversas de cada país, agregando valores às suas histórias culturais e sociais. O festival conquistou o reconhecimento mundial como um evento de grande fomento às artes cênicas, e também de formação dos atores dos países participantes, além da interação e enriquecimento do processo criativo no teatro.

O FESTLIP reúne uma programação de espetáculos internacionais distribuídos por diversos teatros da cidade do Rio de Janeiro, vitrines culturais do nosso país. Paralelamente, o evento se enriquece com exposição, palestras, debates, show musical, mostra gourmet, lançamentos literários e oficinas,oferecendo um leque completo de atividades culturais relacionadas ao tema. No final da temporada um espetáculo revelação é eleito por voto popular. Toda programação conta com ingressos populares, por compreender que o acesso ao conhecimento da cultura histórica da língua portuguesa é um patrimônio público.

O evento homenageia ainda todo ano uma personalidade que influencia o teatro da língua portuguesa. Em 2011, o FESTLIP – homenageou a Cia. de Teatro/Dança de Cabo Verde, Raiz di Polon, por sua contribuição em 20 anos de carreira. Em 2010, o festival rendeu-se ao talento de um dos maiores ícones do teatro português, a atriz Maria do Céu Guerra. Em 2009 o foi a vez do escritor e dramaturgo moçambicano, Mia Couto e em 2008, a atriz brasileira, Maria Fernanda. Nesta 5ª. Edição homenageia o renomado dramaturgo e diretor angolano, José Mena Abrantes.” Fonte: site oficial do FESTLIP

Etiquetado , , , , , , , , , ,

caixinha de músicas

Uma caixinha de músicas que fala a nossa língua!

Caixa_de_Musica_-_Artesanato

23 discos que seleccionamos  e separamos para quem quiser escutar!

– Conheça também a lista de música brasileiras

– Veja também as 65 músicas de trilhas sonoras que separamos para vocês!

– E conheça nosso Canal Youtube!

Etiquetado , ,

Conexão Lusófona, O Festival

No próximo dia 4 de Maio a Conexão Lusófona organiza a segunda edição do seu festival de música assinalando a abertura oficial da Semana Cultural da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), em Lisboa.

Desta vez, o nobre espaço do Pátio da Galé recebe o evento que pretende levar a uma nova dimensão o número de pessoas que despertam para o tema Lusofonia.

No espetáculo, novos talentos partilham o palco com nomes já consagrados que apadrinham a iniciativa.

1. Cartaz CL 2013

Após o concerto, a festa continua noite dentro com Dj Set de ritmos lusófonos!

Prometem-se por isso muitas e boas conexões numa noite que celebra o Dia da Língua Portuguesa e da Cultura da CPLP.

 

Ligue já para o 00 351 934 247 504 e fale com Henrique Andrade para obter seu ticket de entrada com uma promoção exclusiva!

Etiquetado , , , ,
%d blogueiros gostam disto: