Arquivo da categoria: Adultos

Paz no futebol

Em junho-julho de 2014 assistiremos a mais uma copa do mundo! O país anfitrião da vigésima edição do evento  será o Brasil. Com uma onda de violência cada vez mais presente no futebol brasileiro e em suas torcidas organizadas, devemos, todos juntos, fazer dos estádios, lugares de lazer que sejam  seguros!

Na Europa, racistas ignorantes jogaram uma banana sobre o jogador brasileiro Daniel Alves, que, ao comer ironicamente a banana, mostrou ao mundo que os “macacos brasileiros” são muito evoluídos e civilizados!

Já em Recife, o Santa Cruz Futebol Clube será responsabilizado pela morte do torcedor atingido por um vaso sanitário jogado das arquibancadas do estádio Arruda! Esses torcedores, que jogaram vasos sanitários, são energúmenos e não podem sequer ser comparados a macacos, pois seria um insulto não só a Daniel Alves, mas a todos nós homo sapiens.

PAzfutebol

Sem falar do caso “Fred x torcidas organizadas”, que serviu para mostrar mais uma vez que, por falta de uma verdadeira organização e de vozes ativas e unidas contra a violência, muitos torcedores perdem a noção dos limites e perseguem os jogadores,  ameaçam, etc.

O racismo e a violência têm invadido cada vez mais os campos pelo mundo afora.

Agnaldo Pereira Leão se formou em filosofia, jogou futsal e pensou muito sobre o assunto da violência no esporte que ele tanto ama. Por isso, resolveu criar um site, cujo  objetivo é focalizar em debates que vitalizem o esporte e reduzam a violência em torno do futebol. Dessa forma, o futebol torna-se mais vibrante e, graças ao site, será possível interagir com as comunidades e estruturar ações destinadas aos torcedores e às pessoas menos favorecidas que amam o esporte. O site deseja interagir com toda a comunidade em torno do futebol. Assim, os torcedores poderão, por exemplo, enviar mensagens de incentivo aos seus ídolos, comprar artigos esportivos e comercializá-los. Por outro lado, as empresas poderão comercializar suas marcas, e as ONGs (contra o racismo, contra a homofobia…) poderão interagir com as torcidas.

Saiba mais sobre este projeto e contribua para a paz no futebol no link seguinte: Projeto Zarpante Paz no Futebol!

Etiquetado , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Coma frutas

As sugestivas fotos abaixo são do fotografo José Laiño. Bom apetite!

Etiquetado ,

Um prato cheio…

Já que estamos no fim de semana, ai vai um prato cheio de erotismo para esquentar seu domingo!

As fotos abaixo são do fotografo Andrea Tomas Prato:

 

Etiquetado , , , , ,

Amigos e crimes

Duas histórias sobre amizade e solidão:

– Procura-se Amigo, de Vitor Moreira

Sangue Frio, de António Corte-Real

 

Etiquetado , , , , ,

Poemas eróticos recheados com ilustrações

Para começar 2014 em alta temperatura, que tal alguns poemas eróticos de Carlos Drummond de Andrade, acompanhados por ilustrações do Italiano Milo Manara?

– Do livro “O Amor Natural”:

“Oh! Sejamos pornográficos
(docemente pornográficos).
Porque seremos mais castos
Que o nosso avô português?”
Manara

Manara

– Mimosa boca errante

Mimosa boca errante
à superfície até achar o ponto
em que te apraz colher o fruto em fogo
que não será comido mas fruído
até se lhe esgotar o sumo cálido
e ele deixar-te, ou o deixares, flácido,
mas rorejando a baba de delícias
que fruto e boca se permitem, dádiva.
Boca mimosa e sábia,
impaciente de sugar e clausurar
inteiro, em ti, o talo rígido
mas varado de gozo ao confinar-se
no limitado espaço que ofereces
a seu volume e jato apaixonados
como podes tornar-te, assim aberta,
recurvo céu infindo e sepultura?
Mimosa boca e santa,
que devagar vais desfolhando a líquida
espuma do prazer em rito mudo,
lenta-lambente-lambilusamente
ligada à forma ereta qual se fossem
a boca o próprio fruto, e o fruto a boca,
oh chega, chega, chega de beber-me,
de matar-me, e, na morte, de viver-me.
Já sei a eternidade: é puro orgasmo.

– Sem que eu pedisse, fizeste-me a graça

Sem que eu pedisse, fizeste-me a graça
de magnificar meu membro.
Sem que eu esperasse, ficaste de joelhos
em posição devota.
O que passou não é passado morto.
Para sempre e um dia
o pênis recolhe a piedade osculante de tua boca.
Hoje não estás nem sei onde estarás,
na total impossibilidade de gesto ou comunicação.
Não te vejo não te escuto não te aperto
mas tua boca está presente, adorando.
Adorando.
Nunca pensei ter entre as coxas um deus.

– Sob o chuveiro amar:

Sob o chuveiro amar, sabão e beijos,
ou na banheira amar, de água vestidos,
amor escorregante, foge, prende-se,
torna a fugir, água nos olhos, bocas,
dança, navegação, mergulho, chuva,
essa espuma nos ventres, a brancura
triangular do sexo — é água, esperma,
é amor se esvaindo, ou nos tornamos fonte?

– Sublime Puta

Ó tu, sublime puta encanecida,

que me negas favores dispensados
em rubros tempos, quando nossa vida
eram vagina e fálus entrançados,
agora que estás velha e teus pecados
no rosto se revelam, de saída,
agora te recolhes aos selados
desertos da virtude carcomida.
E eu queria tão pouco desses peitos,
da garupa e da bunda que sorria
em alva aparição no canto escuro
Queria teus encantos já desfeitos
re-sentir ao império do mais puro
tesão, e da mais breve fantasia.

– A castidade com que abria as coxas

A castidade com que abria as coxas
e reluzia a sua flora brava.
Na mansuetude das ovelhas mochas
e tão estreita, como se alargava.
Ah, coito, coito, morte de tão vida,
sepultura na grama, sem dizeres.
Em minha ardente substância esvaída,
eu não era ninguém e era mil seres
em mim ressuscitados. Era Adão,
primeiro gesto nu ante a primeira
negritude de corpo feminino.
Roupa e tempo jaziam pelo chão.
E nem restava mais o mundo, à beira
dessa moita orvalhada, nem destino.

– A lingua lambe

A língua lambe as pétalas vermelhas
da rosa pluriaberta; a língua lavra
certo oculto botão, e vai tecendo
lépidas variações de leves ritmos.
E lambe, lambilonga, lambilenta,
a licorina gruta cabeluda,
e, quanto mais lambente, mais ativa,
atinge o céu do céu, entre gemidos,
entre gritos, balidos e rugidos
de leões na floresta, enfurecidos.

 

– Sugar e ser sugado pelo amor

Sugar e ser sugado pelo amor
no mesmo instante boca milvalente
o corpo dois em um o gozo pleno
Que não pertence a mim nem te pertence
um gozo de fusão difusa transfusão
o lamber o chupar o ser chupado
no mesmo espasmo
é tudo boca boca boca boca
sessenta e nove vezes boquilíngua.

– No corpo feminino, esse retiro

No corpo feminino, esse retiro
 a doce bunda – é ainda o que prefiro.
A ela, meu mais íntimo suspiro,
pois tanto mais a apalpo quanto a miro.
Que tanto mais a quero, se me firo
em unhas protestantes, e respiro
a brisa dos planetas, no seu giro
lento, violento… Então, se ponho e tiro
a mão em concha – a mão, sábio papiro,
iluminando o gozo, qual lampiro,
ou se, dessedentado, já me estiro,
me penso, me restauro, me confiro,
o sentimento da morte eis que o adquiro:
de rola, a bunda torna-se vampiro.

– A Bunda, que engraçada

A bunda, que engraçada.

Está sempre sorrindo, nunca é trágica.

Não lhe importa o que vai

pela frente do corpo. A bunda basta-se.

Existe algo mais? Talvez os seios.

Ora – murmura a bunda – esses garotos

ainda lhes falta muito que estudar.

A bunda são duas luas gêmeas

em rotundo meneio. Anda por si

na cadência mimosa, no milagre

de ser duas em uma, plenamente.

A bunda se diverte

Por conta própria. E ama.

Na cama agita-se. Montanhas

Avolumam-se, descem. Ondas batendo

Numa praia infinita.

Lá vai sorrindo a bunda. Vai feliz

Na carícia de ser e balançar.

Esferas harmoniosas sobre o caos.

A bunda é a bunda,

Redunda.

Vejam também:

– A poesia do Marinheiro

– Paz no Futebol

 

 

Etiquetado , , , , , , ,

4 minutos na pele dos adultos

Tente passar quatro minutos na pele de uma criança…

Etiquetado ,

Arte vaginal e o tricô ativista

O tricô como você nuca viu! Uma performance artística que não vai lhe deixar insensível…

Pensem no tricô e pensem no ciclo menstrual das mulheres… Agora assistam a uma “artivista” e sua maneira bem especial de fazer tricô.

Etiquetado , , , , , ,

Canalizar a violência

As imagens a seguir sao imagens de Hooligans bárbaros! Mas não pensem que é na Inglaterra porque aconteceu no Brasil, futura sede da Copa do Mundo, e os bárbaros são brasileiros estúpidos que mancharam os nomes de seus times, de suas torcidas, e, principalmente, o de todo um país!

Aproveitamos esse triste incidente para falar dessa moda que vem se estabelecendo no Brasil e no mundo: esportes de combate. Vale lembrar que o futebol não faz parte desses esportes e que mesmo que fizesse, não caberia a torcida brigar mas sim aos atletas. Infelizmente, o povo brasileiro de maneira geral, ainda não está preparado para fazer a diferença entre um esporte e uma feramente mortal! Porque o que cada vez mais jovens brasileiros está aprendendo nas aulas de MMA e companhia, não é para ser utilizado fora dos ringues!

Mandela já dizia que a melhor arma que existe é a cultura e nós temos certeza que gente culta não faz o que esses trogloditas “torcedores” fizeram no jogo entre Atlético Paranaense e Vasco da Gama!

Repudiamos todos os envolvidos nesse triste acontecimento e convocamos a sociedade a parar para pensar em vez de gritar por gritar e bater por bater…

Essas pessoas que estiveram brigando no estádio, são pessoas limitadas e muito mal supervisionadas. Não importa se a responsabilidade é do estádio, do clube, ou da polícia, o que importa é que tiremos uma lição do acontecido para que nunca voltemos a ver cenas como as seguinte:

Pouco tempo antes já tínhamos visto a torcida do Vasco mais uma vez envolvida em baixarias…

Etiquetado , , , , , , , ,

Para esquentar um pouco mais seu fim de semana

Dois artistas que vão apimentar o sábado dos adultos!

O brasileiro Francisco Leite, aka Derbyblue e seu compatriota Juarez Machado:

Vejam também:

– Ninfomaníaca

Etiquetado , , , , , ,

Hoje é sexta-feira: não saia sem sua camisinha!

Uma maneira lúdica de mostrar a todos a importância de sempre ter uma camisinha a mão! Porque como ilustra o desenho abaixo, sexo não acontece realmente por acaso, por mais que não estivesse previsto…

sexo_e_acaso

sexo_e_acaso
Sexo não é acidente: utilize o preservativo!

Veja também:

– Ninfomaníaca

– Para esquentar um pouco mais seu fim de semana

 

 

 

Etiquetado , , , , , ,
%d blogueiros gostam disto: