Teatro da Trindade vai partilhar “riscos da produção artística”

Muito Bom!

TBlog

naom_52370f844bfdb.jpg

“A ideia chave é que o Trindade, não possuindo produção própria, cujos custos seriam excessivos para o nosso orçamento atual, seja um espaço verdadeiramente aberto à comunidade, trabalhando em parcerias virtuosas com partilha equilibrada dos riscos da produção artística”, afirma em comunicado enviado à Lusa, o presidenta da Fundação Inatel, Fernando Ribeiro Mendes.

Esta “nova fórmula de gerir o Teatro da Trindade” passa, sobretudo, pela receção de propostas que possam ser levadas à cena e que “apresentem condições mínimas de sustentabilidade financeira”.

A Inatel reconhece que “trabalha com os constrangimentos e limitações a que esta crise obriga”, mas considera que “não existiria futuro para Portugal se não existisse futuro para a cultura portuguesa” e que esta é “uma área prioritária” da sua ação.

“Não ultrapassaremos o período crítico que atualmente se vive, se não interiorizarmos que a cultura é uma premissa tão essencial para o desenvolvimento do país como o…

Ver o post original 322 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: