Da faixa preta a poesia!

Gosta de poesia?

Poema – “Vidas ao leite” por Eduardo da Rocha Vieira,

Deu-lhe a vida

afaga, lhe dá a vida,
segura bem
entre seus braços
conforta

da gosto de ver

ela e o bebê
saber da dádiva de viver
e ter parte nessa arte
que é fazer a vida acontecer,pois bem:
– Ela e o bebê.
Meus bens, dos melhores
bens para se ter,

Observo
ela sorrindo e ele tranquilo,
parece estar dormindo
e faminto
– Faminta
é uma menina
linda
minha mulher amada
amamentando nosso sonho
tranquilo. Observo e encantado
observo.

> É um dos poemas selecionados para o 148 Poemas.

Que tal ajudar um jovem poeta a lançar 148 poemas? Clique aqui e descubra como!

Anúncios
Etiquetado , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: