Reclusas prestes a dormir no chão

Desde Janeiro, a ala feminina do Estabelecimento Prisional de Macau recebeu 17 novas reclusas. Agora, só há nove camas livres, já que as obras de alargamento continuam sem avançar. O director da prisão aponta o dedo às Obras Públicas e avisa: em breve, haverá gente a dormir no chão.

Inês Santinhos Gonçalves

Já só há nove camas disponíveis na ala feminina do Estabelecimento Prisional de Macau (EPM). As obras de alargamento estão prometidas, pelo menos desde Janeiro, mas não avançam por falta de luz verde da Direcção de Serviços de Solos, Obras Públicas e Transportes (DSSOPT). A denúncia foi ontem feita pelo director da prisão, Lee Kam Cheong, que teme que em breve algumas reclusas possam mesmo ter que vir a dormir no chão.

O alerta já tinha sido feito em Janeiro deste ano, quando a ala feminina acolhia 158 reclusas. Hoje, já há 175 mulheres, sendo que a ala…

Ver o post original 286 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: