Darcy Ribeiro 5

No ano de 1995, o antropólogo Darcy Ribeiro publicou o livro O Povo Brasileiro, no qual aborda a estruturação dos diversos “modos de vida” de nossa nação. Ele fala sobre nossas matrizes: tupí, lusa (portuguesa) e afro (africana), do encontro destas matrizes e da estruturação do modo de vida, costumes e tradições Cabocla, Caipira, Crioulo, Sertaneja e Sulina. Por fim, discute o Brasil atual, como um país rico em diversidade de “modos de vida” e como foi se construindo.
Tamanho o sucesso e excelência do livro, a TV Cultura, a GNT e a Fundar co-produziram um documentário mostrando em vídeo aquilo que o antropólogo mostra em palavras. O documentário conta com a participação de personalidades como Chico Buarque, Tom Zé, Antônio Cândido, Aziz Ab´Saber, Paulo Vanzolini, Gilberto Gil e Hermano Vianna, dando depoimentos e discutindo trechos do filme.

Brasil

“Os brasileiros se sabem, se sentem e se comportam como uma só gente, pertencente a uma mesma etnia. Essa unidade não significa porém nenhuma uniformidade. O homem se adaptou ao meio ambiente e criou modos de vida diferentes.” (Darcy Ribeiro, em O Povo Brasileiro, 1995).

Neste capitulo Darcy Ribeiro se dedica a falar do “Brasil Crioulo”. Para iniciar o assunto, ele explica que “O Brasil, quando entrou nos séculos 16 e 17, era o maior mercado do mundo. Tinha a maior riqueza do mundo.” Segundo ele, o açúcar, naquela época, era como o petróleo hoje. E aquela prosperidade imensa era alimentada com escravos. “O Brasil era um moinho de gastar gente, de moer gente,” afirma, complementando com números estarrecedores: em quatro séculos, saíram da África para as Américas, inclusive Estados Unidos, cerca de 100 milhões de escravos. Um total de 12 milhões foram destinados ao Brasil. Desses, seis milhões morreram.

Tudo isso e muito mais neste quinto capitulo! Para assistir basta clicar abaixo!

Anúncios
Etiquetado , , , , , , , , , ,

3 pensamentos sobre “Darcy Ribeiro 5

  1. Carmem de Paula disse:

    ,O Povo Brasileiro série 5 continua agradando e interessando cada vez mais.
    É isso aí.Zarpante, cultura negra e indígena que pouca gente conhece,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: